A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

22/01/2013 11:38

Sem salário, trabalhadores encontram fábrica fechada em Terenos

Aline dos Santos

A segunda-feira foi de surpresa para funcionário de uma confecção em Terenos, a 25 km de Campo Grande. Ao chegarem para trabalhar ontem, ainda sem receber o salário de dezembro, as costureiras encontraram a fábrica fechada e sem maquinários.

Filial da Stilo Confecções, que tem sede no Paraná, a empresa tinha 25 funcionários. Não houve aviso prévio do fim das atividades. “A Prefeitura também foi pega de surpresa”, afirma a prefeita Carla Diniz (PMDB).

A confecção funcionava em Terenos desde maio do ano passado. O Poder Executivo concedeu incentivo aos empresários por meio de pagamento do aluguel da fábrica. Por mês, a Prefeitura paga R$ 1.293. As peças chegam cortadas e são costuradas em Terenos.

Segundo a prefeita, na troca de gestão, uma das primeiras providências foi renovar o contrato do aluguel. Ainda conforme Carla Diniz, representante da Stilo procurou a Prefeitura com planos de expansão, com interesse de instalar mais 30 máquinas.

Representante da empresa prometeu ir até Terenos amanhã e na sexta-feira vai se reunir com a prefeita. Carla Diniz espera que a empresa reveja o fechamento. Caso seja mantido, ela vai procurar uma nova parceria.

A situação é acompanhada pela Defensoria Pública, pois o município não tem Vara do Trabalho. As trabalhadoras vêm a Campo Grande para registrar denúncia na Delegacia do Trabalho. Uma das denúncias é de que até Carteiras de Trabalho foram levadas. Uma das alternativas é pedir indenização por danos morais. O defensor Carlos Marietto também requisitou informações para a prefeitura.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions