A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

02/12/2017 10:42

Senador lamenta rejeição de taxação menor sobre combustível para aviões

Proposta era diminuir

Marta Ferreira
Projeto de Pedro Chaves será reapresentado. (Foto: Assessoria de imprensa)Projeto de Pedro Chaves será reapresentado. (Foto: Assessoria de imprensa)

O senador de Mato Grosso do Sul Pedro Chaves (PSC) lamentou a rejeição do projeto de resolução, de sua autoria, que propôs redução da alíquota máxima aplicada sobre o combustível da aviação. Na avaliação dele, a medida traria importantes benefícios para o Brasil, pois diminuiria o preço das passagens aéreas e, ainda, aumentaria o número de vôos entre as cidades.

No caso de Mato Grosso do Sul, a alíquota que é de 17% e seria reduzida para 12%, porcentagem que seria aplicada a todo o País. “Esse projeto seria extremamente importante e traria um avanço para todo o Brasil. Infelizmente o Plenário do Senado rejeitou a proposta”, afirma Pedro Chaves.

O senador cita que o custo do combustível corresponde a 40 % do custo da aviação e a limitação de um teto para a alíquota seria positiva em vários aspectos. “Além da redução das passagens aéreas, também seria reduzido o preço do táxi aéreo e, ainda, aumentaria a oferta de mais de 200 voos no País”. Além disso, defende, o preço da aviação agrícola cairia, influenciando também o agronegócio, um dos setores mais fortes da economia estadual.

Uma nova tentativa será feita ano que vem, com uma nova apresentação do projeto. “Vou reapresentar o projeto em 2018 e estou confiante que ele será aprovado. Não podemos deixar que medidas tão importantes como essa sejam reprovadas ou simplesmente deixadas de lado”, finalizou.

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions