A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/05/2009 07:36

Telefonia e planos de saúde puxaram inflação

Redação

O reajuste nos preços da telefonia fixa, dos planos de saúde e no vestuário encareceram o custo de vida do campo-grandense no mês de abril, de acordo com o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) divulgado nesta quarta-feira pela Universidade Anhanguera- Uniderp. O índice de inflação foi de 0,33%.

Em abril, os dez itens que mais contribuíram para a elevação da inflação foram: conta de telefone convencional, plano de assistência médica, batata, acém, calça comprida masculina, sapato masculino, patinho, gás em botijão, aluguel de apartamento e aluguel de casa. Em contrapartida, os dez produtos que seguraram a inflação foram: pescado fresco, contrafilé, arroz, alcatra, leite pasteurizado, pão francês, alface, óleo de soja, feijão e sardinha em lata.

O coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais, Celso Correia de Souza ressalta que no grupo Habitação, o item que apresentou o maior aumento foi o serviço de telefonia convencional, com 3,19%. Em seguida aparecem álcool, com 3,14%; cera para assoalho, com 2,77%; e gás em botijão, com 2,31%.

Já no grupo de Saúde, o que obteve maior peso foi o reajuste dos planos de assistência médica em torno de 5,38%. Também encareceram os serviços de médico ortopedista (10,06%), os medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos (3,57%) e antialérgicos e broncodilatadores (1,86%). No grupo Vestuário, foram registrados maiores aumentos em peças do vestuário masculino como: calça comprida, com reajuste de 14,87%, sapato, com 14,72% e camiseta, com 4,86% .

O grupo Transportes apresentou elevação de 0,15%, com destaque para o aumento de preços dos carros novos, em média de 1,10%. O grupo Educação apresentou estabilidade, com ligeira alta, de 0,05%, devido ao aumento de artigos de papelaria.

Dos sete grupos que compõem o IPC, apenas Alimentação e Despesas Pessoais apresentaram deflação em abril. "Novamente, o grupo Alimentação segurou a inflação, apresentando um índice de -0,82%", avalia o pesquisador do Nepes, José Francisco dos Reis Neto. O grupo de Despesas Pessoais registrou pequena deflação de 0,04%, com destaque para queda no preço do papel higiênico (-5,97%), hidratante (-1,76%) e fio dental (-1,50%).

Alimentação

Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions