A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

22/03/2018 17:48

Terminal de Porto Murtinho inicia ano com o maior movimento desde 2010

Há três anos não havia movimento no mês de janeiro no local, de acordo com a Antaq

Osvaldo Júnior
Terminal de Porto Murtinho na manhã desta quinta-feira (Foto: Toninho Ruiz)Terminal de Porto Murtinho na manhã desta quinta-feira (Foto: Toninho Ruiz)

Com intenso fluxo de cargas de soja e de ferro, o Terminal Hidroviário de Porto Murtinho iniciou este ano com a maior movimentação desde 2010. Apenas em janeiro, foram embarcados 6.368 toneladas dos produtos, de acordo com o Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários). Dos portos da hidrovia do Paraguai, que estão em operação, apenas o de Porto Murtinho movimentou carga no primeiro mês deste ano.

Conforme a Antaq, há nove portos na hidrovia do Paraguai entre terminais e estações de transbordo de carga. Desses, cinco estão em operação, mas apenas o de Porto Murtinho iniciou o ano movimentando cargas – há dados, em 2018, apenas referentes ao mês de janeiro.

No Terminal Hidroviário de Porto Murtinho, há embarques de soja e de vergalhão de ferro para a Bolívia. De ferro, há para embarque 5,9 mil toneladas e do grão, 500 mil toneladas, de acordo com informações da diretoria do porto.

Há diversos caminhões bi-trens no local, que levam quase meia hora para fazer o descarregamento. São necessários cerca de nove horas para carregar uma barcaça, que tem capacidade de transportar até 1,9 mil toneladas de carga.

No ano passado, o Terminal Hidroviário de Porto Murtinho movimentou carga de março a setembro, com volume total de 183,79 mil toneladas, conforme dados da Antaq. Outros portos da hidrovia do Paraguai que tiveram embarques e desembarques no ano passado foram o Porto Público de Ladário, TUP (Terminal de Uso Privado) Granel Química de Ladário e o TUP Porto Gregório Curvo.

O destaque em volume foi de o Gregório Curvo, em Corumbá, com o embarque de 2,76 milhões de toneladas de minério de ferro no ano passado. Na sequência, está o Granel Química Ladário, que embarcou 1,57 milhão de toneladas de minérios de ferro e de manganês. Por fim, o Porto de Ladário desembarcou 5,74 toneladas de reses de janeiro a setembro de 2017. 

Terminal de Porto Murtinho inicia ano com o maior movimento desde 2010

Ponte – O escoamento da produção por Porto Murtinho será dinamizado com a construção de ponte internacional sobre o rio Paraguai ligando o município sul-mato-grossense a Carmelo Peralta, no Paraguai. O empreendimento está orçado em R$ 200 milhões. No início deste mês, a Câmara dos Deputados aprovou o Decreto Legislativo que trata do acordo entre Brasil e Paraguai para a construção dessa ponte.

De acordo com o governo do estado, a construção da ponte internacional é “um grande passo para integrar Mato Grosso do Sul e o Brasil com o Oceano Pacífico por um corredor rodoviário que liga a fronteira sudeste do Estado com os portos ao norte do Chile”.

Do custo total de R$ 200 milhões, o Brasil investirá ainda R$ 40 milhões para implantar o anel rodoviário entre a ponte, que será construída a 6 km ao norte de Porto Murtinho, e a BR-267.

Veja abaixo vídeo com imagens aéreas do terminal de Porto Murtinho: 

Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions