ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Economia

Trabalhador com nível superior recebe três vezes mais em Mato Grosso do Sul

Maior parte dos trabalhadores do Estado não tem formação superior

Por Fernanda Palheta | 20/06/2024 13:57
Estudantes no corredor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Estudantes no corredor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Em Mato Grosso do Sul, o trabalhador com nível superior completo recebe R$ 6.573,16. O valor é três vezes maior daqueles sem ensino superior, recebem salário de R$ 2.222,02. É o que apontam os dados da CEMPRE (Estatísticas do Cadastro Central de Empresas) referentes ao ano de 2022, divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (20).

Segundo o levantamento que analisa a escolaridade, a maior parte dos trabalhadores do Estado não tem formação superior. Apenas 23,7% da força de trabalho sul-mato-grossense era formada. Os números do Estado seguem um padrão semelhante ao do Brasil, em que 76,6% dos trabalhadores não tinham nível superior.

A média nacional de salário é maior que a sul-mato-grossense nos dois casos, sendo R$ 7.094,17 para quem tinha nível superior e R$ 2.441,16 para quem não tinha. "É possível avaliar que o pessoal ocupado assalariado sem nível superior recebeu, em média, 2,0 salários-mínimos, ao passo que o pessoal com nível superior, 5,9 salários-mínimos”, destaca o analista da pesquisa, Eliseu Oliveira.

No País, apenas o setor de Educação e Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados apresentaram maior participação de pessoas com nível superior. Na outra ponta, os setores de Alojamento e alimentação, Agricultura, pecuária, produção florestal e aquicultura e Construção tem maior parte da mão de obra sem formação superior.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias