A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/04/2009 09:05

Trabalhadores da construção civil recusam 3% de reajuste

Redação

Proposta considerada "indecente" pelo setor laboral, o índice de reajuste de 3%, oferecido esta semana pelo Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil) foi refutado pelos trabalhadores do setor. A data base foi 1º de março, então o índice que for definido será retroativo.

O presidente do Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e do Mobiliário de Campo Grande), Samuel da Silva Freitas, ressalta que "só a inflação acumulada nos últimos 12 meses (até março) foi superior a 6% e isto sem falar no bom desempenho do setor não só em Campo Grande e em Mato Grosso do Sul, mas em todo o Brasil".

Ele alega que o setor não sentiu os efeitos da crise mundial e que houve crescimento. "Não tenho dúvida de que permaneceremos irredutíveis com nossa proposta inicial de 15% de reajuste. Precisamos ter ganho real acima da inflação", diz.

A próxima reunião entre o patronato e o laboral será dia 23 às 17 horas. "Até lá, esperamos que os empresários reflitam sobre esses números e nos apresente uma contraproposta compatível com o bom desempenho dos empregados, que são grandes responsáveis pelo bom desempenho do mercado", argumentou Samuel.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions