A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

27/09/2019 12:54

Trabalhadores de MS deixaram R$ 28 milhões do FGTS na poupança

O valor corresponde a 42% dos total de R$ 68 milhões que foram liberados na primeira etapa de saques

Anahi Zurutuza e Fernanda Palheta
Diretor de risco da Caixa Econômica Federal, Rauelison Muniz, em entrevista para o Campo Grande News (Foto: Marina Pacheco)Diretor de risco da Caixa Econômica Federal, Rauelison Muniz, em entrevista para o Campo Grande News (Foto: Marina Pacheco)

Os 154 mil trabalhadores que estavam aptos a sacar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) na primeira etapa de depósitos - de 13 a 26 de setembro – deixaram nas poupanças R$ 28 milhões. O valor corresponde a 42% dos total de R$ 68 milhões que foram liberados.

De acordo com o diretor de risco da Caixa Econômica Federal, Rauelison Muniz, que foi a agência da 13 de Maio em Campo Grande para acompanhar o início da segunda etapa de saques, diz acreditar que as pessoas estão se programando para usar o valor.

“Do que já foi pago em Mato Grosso do Sul, 42% ficou aplicado em poupança. Ou seja, passa a impressão que a sociedade vem refletindo sobre esses valores e gerindo da melhor forma possível. Se o valor for repassado para ela, ela está fazendo com um grau de consciência interessante. Isso significa dizer que a sociedade está se preocupando em fazer um bom investimento”, explicou o raciocínio.

Segunda etapa – O pagamento de até R$ 500 por conta do FGTS começou nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions