A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/01/2014 10:07

Turismo pega carona na indústria e ranchos viram "cartão postal"

Mariana Lopes
Três Lagoas aproveita a chegada de indústrias para implementar o turismo (Foto: Arquivo)Três Lagoas aproveita a chegada de indústrias para implementar o turismo (Foto: Arquivo)

Conhecida como o pólo industrial de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas pega carona na expansão e chegada de novas fábricas para fomentar o turismo. Entre centenas de indústrias, o cartão postal da cidade são os ranchos e pousadas que beiram os rios Sucuriú e Paraná e reservam boas surpresas aos visitantes. Embora não seja rota turística do Estado, o município agrega belezas naturais para quem busca alguns dias de descanso em um local tranquilo.

Contudo, o que movimenta mesmo em Três Lagoas é o turismo de negócios. Segundo o diretor do Departamento Municipal de Turismo, Otony Avila Ornellas, o que gera a economia neste setor são as pessoas que vêm atender as indústrias que existem na cidade.

“Há uma rotina de prestação de serviço nas fábricas, em época de ‘parada geral’, quando os fabricantes fecham as portas para balanço e manutenção, e vem muita gente de fora para esse serviço, todos os hotéis da cidade ficam lotados”, explica Otony.

O diretor acrescenta que já aconteceu de a cidade não comportar a demanda de visitantes e alguns trabalhadores tiveram que ficar hospedados em municípios vizinhos. A cada “parada geral”, Três Lagoas recebe, em média, 2 mil pessoas de fora. Considerando que as fábricas não “fecham” no mesmo período, mas sim em épocas diferentes do ano, o movimento nos hotéis é forte em praticamente todos os meses.

Sete novos hotéis foram inaugurados em Três Lagoas apenas nos últimos dois anos. Nos cinco últimos anos, de 2008 a 2013, dobrou o número de hotéis, saltando de 13 para 26 estabelecimentos. Até 2011, a cidade contava com 1062 apartamentos disponíveis. Passando para 1.430 – aumento de 34,5% em dois anos. Como consequência, o número de leitos, saltou de 2.266 (2011) para 3.386 em 2013.

Turistas aproveitam negócios para curtir as opções de turismo às margens dos rios no município (Foto: Divulgação)Turistas aproveitam negócios para curtir as opções de turismo às margens dos rios no município (Foto: Divulgação)
Divertir-se nos ranchos é opção para quem mora na cidade tambémDivertir-se nos ranchos é opção para quem mora na cidade também

Para espantar o calor - Com grande potencial de rios e lagos, já que a cidade é bem favorecida neste quesito, o setor de turismo ganha vantagem, ainda mais por causa do clima quente predominante em Três Lagoas. O município cota com mais de 1,2 mil ranchos, entre propriedades particulares e ouras que estão disponíveis para reservas. Ótima pedida para quem gosta de pescar e curtir a natureza.

Mas também há as pousadas, das quais muitas também oferecem locais de pesca, além cenários contemplativos e de contato com a natureza. A opção, como foi dita no início da matéria, é ideal para quem busca alguns dias de repouso e sossego.

Outra possibilidade de passeio na cidade, que também envolve água, é o balneário municipal. Cheio de riquezas naturais, o local é bastante freqüentado até pelos próprios moradores da região, incluindo cidades vizinhas e distritos.

Ponte ferroviária, construída em 1924,  e pedras rendem boas fotografias na cidadePonte ferroviária, construída em 1924, e pedras rendem boas fotografias na cidade

Pontos turísticos – Mas a região não é formada apenas de ranchos e pousadas. Dentro da cidade e também no entorno há locais bacanas para conhecer e que valem a pena incluir no passeio. Um dos pontos turísticos de Três Lagoas é a usina de Jupiá, que fica próximo à divisa com o estado de São Paulo.

Para quem gosta de história, a Cascalheira é um prato cheio. Localizada na intersecção dos rios Sucuriú e Paraná, foi uma área utilizada para a remoção de cascalho durante a construção da Usina de Jupiá, na década de 1960, também serviu para treinamentos militares. Hoje, o local pertence ao Parque das Capivaras.

Outro “canto” da cidade que rende boas fotografias é a ponte férrea Francisco de Sá, construída em 1926, com 1024 metros de extensão. Ela liga o extremo oeste de São Paulo a Três Lagoas, transpondo o rio Paraná.

Na parte dos monumentos, o carro-chefe é o Cristo Redentor, que fica bem na entrada da cidade, dando às boas vindas a quem chega e um até logo a quem parte. A obra é feita pelas mãos da artista plástica corumbaense Izulina Gomes Xavier, e a curiosidade é que na escultura o Cristo está com as mãos para cima.

Fora as três lagoas, que deram origem ao nome da cidade.

Armazém São Benedito (Foto: Divulgação)Armazém São Benedito (Foto: Divulgação)

Vida noturna – Bem diferente das vidas noturnas das cidades de interior, em Três Lagoas não há o costume de as pessoas irem para a avenida principal para “fazer nada”. Na contramão, o município ganhou novos bares e restaurantes, até mesmo para atender a essa demanda de visitantes.

Um dos mais atrativos da cidade e bastante atípico para o interior, o Armazém São Benedito Gourmet apostou em uma carta bem variada de cervejas especiais e, entre vantagens e desafios, já formou uma clientela de três-lagoenses e também de turistas, o que rende a ele um movimento de aproximadamente 300 pessoas por mês que consomem no bar.

O proprietário do estabelecimento, Marco William Siketo Lacerda, 30 anos, montou o bar em Três Lagoas há dois anos, e hoje, ele garante que conseguiu “converter” o paladar de pelo menos 50% dos clientes.

Mas, claro, que ele teve receio de investir em um lugar onde a cultura do consumo de cervejas especiais é fraco e não está entre as principais rotas de turismo do Estado. “É uma aposta que fiz por conta de a cidade estar crescendo, tem muitas empresas se instalando aqui, o que traz bastante gente de fora”, observa o empresário.



Venham conhecer Três Lagoas, uma cidade linda e acolhedora. Estou trabalhando aqui desde dezembro e estou adorando, brinco que moro na Praia de água doce!! O Balneário municipal é fantástico, carinhosamente cuidado pela SEJUVEL. Vale a pena conhecer!!
 
Gisele Martins em 18/01/2014 15:23:39
PO ENTAO TEM ESSA SORRA DA AFONSO PENA AI TAMBEM,QUE DROGA ESTAVA ACHANDO MUITO BOM MAIS O QUE E BOM DURA POUCO SO LAMENTO
 
Sebastiao Carlos de Freitas em 18/01/2014 14:50:18
"Muita gente com seus carros e motos bebendo na beira da avenida". Só significa que falta muito investimento em lazer.
 
Valter Oliveira em 18/01/2014 11:49:13
Discordo que em Três Lagoas as pessoas não tem costume de ir para avenida principal e "fazer nada". Essa avenida onde tem o Cristo Redentor é o Altos da Afonso Pena de CG nos fins de semana. Muita gente com seus carros e motos bebendo na beira da avenida.
 
darcio santos em 18/01/2014 10:15:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions