A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/09/2016 19:29

Uma das maiores do mundo, fábrica de celulose da Fibria está 54% concluída

Renata Volpe Haddad
Lançamento foi realizado em Três Lagoas nesta terça-feira (Foto: Renata Volpe Haddad)Lançamento foi realizado em Três Lagoas nesta terça-feira (Foto: Renata Volpe Haddad)

A execução do projeto Novo Horizonte 2 chegou a 54% de conclusão nesta terça-feira (27). A Fibria, fábrica de celulose em Três Lagoas, distante 338 km de Campo Grande, cumpriu a etapa de montagem da estrutura metálica da caldeira de recuperação e fez o içamento do 'balão da caldeira' considerado um dos equipamentos essenciais deste projeto de ampliação.

O balão ou tubulão de caldeira, como é chamado pelos engenheiros é responsável por concentrar todo o vapor gerado na caldeira de recuperação e encaminhar para a o processo de geração de energia elétrica da unidade.

Um dos equipamentos mais pesados do projeto, o balão da caldeira de recuperação tem cerca de 200 toneladas e o objeto foi içado pela manhã, já que os ventos estavam fracos e foi desmontado para poder ser levantado.

De acordo com o diretor de engenharia da Fibria, Júlio Cunha, toda a energia consumida na fábrica é gerada na própria Fibria, por meio de biomassa feitas pelas cascas do eucalipto. "A instalação do balão de caldeira é fundamental para a consolidação de um projeto como esse, competitivo, em que buscamos unir a economia de energia com o melhor aproveitamento de recursos "

Depois que a obra for concluída, a fábrica vai produzir um excedente de 130 mwt de energia com a biomassa, que é capaz de abastecer uma cidade como a de Guarulhos, segundo o gerente geral do projeto, Maurício Miranda. "Atualmente estamos com 3,5 mil funcionários trabalhando no projeto Novo Horizonte 2. Estamos com 54% da expansão pronta, mas ainda não chegamos ao pico da obra, que deve acontecer em novembro ou dezembro. Quando isso acontecer, serão 6.5 mil trabalhadores na fábrica, dobrando o número de vagas de emprego".

De acordo com o presidente da Fibria, Marcelo Castelli, hoje foi concluída uma etapa muito importante e o balão içado, é o coração de uma fábrica de celulose. "Essa etapa mostra que estamos seguindo o cronograma correto, sem atrasos na execução de projeto, isso graças ao trabalho conjunto dos nossos parceiros e funcionários ".

A Andritz empresa austríaca e parceira da Fibria e está responsável por fornecer todos os equipamentos de processo do projeto Horizonte 2. Conforme o o CEO da Andritz, Wolfgang Leitner, quando o projeto for concluído, será a maior fábrica com capacidade de produção de celulose do mundo. "Fará com que três lagoas seja um dos maiores pólos de produção de celulose mundial." O representante da Andritz veio ao Brasil especialmente para acompanhar o içamento do balão.

A estimativa de conclusão do projeto Novo Horizonte 2 é para o início do quarto trimestre de 2017. Com investimentos de U$ 2.3 bilhões, equivalentes a R$ 7.7 bilhões, a Fibria dobrará a capacidade de produção de celulose atingindo 3.25 milhões por ano, isso, apenas na unidade de Três Lagoas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions