A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/03/2009 07:20

União reduz parcela da dívida e normaliza compra de gás

Redação

Após reunião com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), afirmou que a União sinalizou para redução das parcelas de repasse do Estado para amortização da dívida pública e que a importação do gás boliviano será normalizada. As medidas dão fôlego aos cofres estaduais. A reunião contou também com a presença do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Segundo Puccinelli, o governo federal irá aumentar a compra de gás natural da Bolívia de 24 para 31 milhões de metros cúbicos mensais. "Foi um encontro positivo, pois nossas reivindicações já eram do conhecimento do governo federal e agora serão avaliadas em fase de conclusão. De concreto, teremos um incremento na receita por conta da ampliação das compras de gás natural da Bolívia. Esperamos recuperar entre R$ 16 e 17 milhões por mês", disse o governador.

Referente às parcelas da dívida, Puccinelli propôs que uma parte do que vem sendo pago atualmente, e que corresponde ao resíduo do contrato de rolagem, seja cobrado nas parcelas finais, e não de forma antecipada. Em resposta, a ministra Dilma pediu um parecer imediato da Fazenda, pois os contratos assinados prevêem essa condição. Se a reivindicação for aceita, as parcelas reduzirão em R$ 8 milhões por mês. "São decisões importantes para mantermos equilibradas as finanças e a nossa capacidade de investimento", explicou André.

O governador reforçou pedidos em dois assuntos: a regulamentação do Fundo de Participação dos Estados

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions