A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/12/2014 10:39

Vendas do comércio crescem 7,5% e MS está entre melhores resultados

Caroline Maldonado
Segmento de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, com expansão no volume de vendas de 9,8% sobre outubro de 2013, foi o que mais contribuiu positivamente na taxa global do varejo (Foto: Arquivo)Segmento de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, com expansão no volume de vendas de 9,8% sobre outubro de 2013, foi o que mais contribuiu positivamente na taxa global do varejo (Foto: Arquivo)

Em outubro, a vendas do comércio varejista sul-mato-grossense tiveram alta de 7,5% em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto a receita nominal de vendas apresentou variação positiva de 12,4%. Com o resultado, Mato Grosso do Sul fica entre os sete Estados que apresentaram melhor desempenho no mês.

Os dados, levantados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), indicam que o setor passa por um bom momento, com crescimento a cada mês. Em agosto, as vendas tiveram alta de 2,4% e em setembro de 4,7%, em relação aos mesmos meses do ano passado.

O Estado que apresentou o melhor resultado nas vendas do varejo em outubro é Roraima, com alta de 20,7%. Em seguida, estão Rondônia, que teve crescimento de 14,4%; Amapá, cujo volume de vendas cresceu 13,9% e Pará, com alta de 12,8%.

Com desempenho negativo no período estão o Distrito Federal, com queda de 1,5 nas vendas; Santa Catarina, com redução de 2,7% e São Paulo com retração de 0,8%, conforme o IBGE.

Já o comércio varejista ampliado, que inclui as vendas de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, teve alta de 2,7%, na comparação com o mesmo período do ano passado, em Mato Grosso do Sul. Os dados são animadores, já que em agosto desse ano o setor registrou queda de 2%. Em setembro o segmento ganhou fôlego e o comércio varejista ampliado apresentou crescimento de 1,4%.

Brasil – Em todo o país, o comércio varejista registrou crescimento de 1,0% no volume de vendas e de 1,3% na receita nominal, ambas as taxas em relação ao mês anterior., segundo o IBGE. Quanto à média móvel, o volume de vendas gerou variação de 1,0%, enquanto na receita foi de 1,2%.

O segmento de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, com expansão no volume de vendas de 9,8% sobre outubro de 2013, foi o que mais contribuiu positivamente na taxa global do varejo. Os principais fatores que explicam o desempenho positivo deste segmento, segundo o IBGE, foram o comportamento dos preços dos produtos farmacêuticos, que em 12 meses subiu 4,9% contra 6,6% do índice geral e a essencialidade dos produtos comercializados.

As vendas de produtos do segmento Outros artigos de uso pessoal e doméstico, que engloba segmentos como lojas de departamentos, ótica, joalheria, artigos esportivos, brinquedos, entre outros, apresentou variação de 5,1% no volume de vendas em outubro com relação a igual mês do ano anterior. Com isso, o segmento foi responsável pela segunda maior participação positiva na taxa global do varejo.

Representou a terceira maior contribuição positiva no resultado total do varejo, op segmento de Combustíveis e lubrificantes, com variação de 1,8% no volume de vendas em relação a outubro de 2013. De acordo com o IBGE, contribui para o resultado o crescimento abaixo da média dos preços de combustíveis, com 5,4% de variação contra 6,6% do índice geral, nos últimos 12 meses.

Em MS, lucro do comércio varejista cai 10% e do atacadista sobe 18%
Informações da Pesquisa Anual do Comércio são referentes ao período 2009/2010 e apontam o que já acontece há 10 anos no varejoPesquisa Anual do Comé...
Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions