A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019

17/02/2019 20:21

Aprovado na 1ª fase, candidato faz avaliação positiva de nova prova em concurso

Para alguns, concurso é esperança de sair do desemprego e conquistar uma nova oportunidade no mercado de trabalho

Liniker Ribeiro e Danielle Valentim
Candidatos na chegada a Uniderp, um dos locais de prova neste domingo (Foto: Paulo Francis)Candidatos na chegada a Uniderp, um dos locais de prova neste domingo (Foto: Paulo Francis)

A segunda fase do concurso para professores da Rede Estadual de Ensino foi realizada neste domingo (17), em Campo Grande, e diferente do que aconteceu na primeira prova, a aplicação parece ter sido bem avaliada por parte dos candidatos. Aprovado na primeira etapa, um candidato que preferiu não se identificar considerou a prova como “tranquila” e, aparentemente, sem problemas que possam intervir no processo.

“Na minha opinião foi tranquilo, até mais fácil do que a primeira prova. Primeiro porque cobrou tudo o que estava previsto no edital, ao contrário da outra”, revelou. Mesmo tendo se deparado com uma situação idêntica ao da primeira etapa – as folhas do caderno de prova não estavam grampeadas – o candidato garante não ter se irritado com o problema. “Tudo estava adequado”, avalia.

Ainda segundo ele, além da aplicação correta, ao menos no local onde realizou a prova, o policiamento estava nitidamente reforçado.

Mudança - Quem também estava animado com a segunda fase era o professor Vinícius Duarte, de 30 anos, que vê o concurso como oportunidade para voltar ao mercado de trabalho. Para ele, o conteúdo cobrado teve nível razoável, mas concorda que os parâmetros usados pela Funrio (Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro) dificultaram a aprovação na primeira fase.

“Alguns amigos, por exemplo, tiraram notas maiores que a minha, mas reprovaram por causa da avaliação por área, que exigia 60% de acertos”, disse.

Nesta tarde, o titular da SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização), Roberto Hashioka, recepcionou os candidatos e participou do fechamento do portão na Uniderp, um dos locais de prova em Campo Grande.

Indagado sobre o conteúdo da primeira prova, alvo de protesto e ação judicial, o secretário voltou a admitir que os parâmetros dificultaram a aprovação.

As provas foram aplicadas em três unidades educacionais de Campo Grande e em cinco locais no município de Dourados.

As provas tiveram duração de 4 horas. Conforme o edital foram 70 questões para os candidatos à vaga de assistente de atividades educacionais e 60 questões para os candidatos às vagas de agente de merenda e agente de limpeza.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions