ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 21º

Educação e Tecnologia

Com plágio, chapa retira candidatura e quatro concorrerão às eleições da UFMS

O titular cujo projeto foi acusado de plágio era o médico ortopedista e professor da universidade, Augustin Malzac

Por Lucia Morel | 10/07/2020 19:05
As eleições para reitor da UFMS ocorrem sexta-feira que vem, dia 17. (Foto: Arquivo)
As eleições para reitor da UFMS ocorrem sexta-feira que vem, dia 17. (Foto: Arquivo)

A chapa “UFMS para Tod@s”, uma das cinco inscritas para concorrer às eleições para a reitoria da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), retirou sua candidatura após denúncia de plágio em projeto de propostas. As eleições ocorrem em uma semana, na próxima sexta-feira, 17 de julho, em consulta virtual.

O titular da chapa era o médico ortopedista e professor da universidade, Augustin Malzac, e tinha como candidata à vice-reitora, a professora Marta Rios Alves Nunes da Costa. Ambos retiraram a candidatura, e assumiram erro na elaboração do projeto de propostas.

Segundo informações, 11% de toda proposta havia sido plagiada de documento da UFF (Universidade Federal Fluminense). Segundo professor ouvido pela reportagem, Malzac, “voluntariamente retirou a candidatura porque entendeu que não era ético participar das eleições dessa forma”. As propostas teriam sido elaboradas pela assessoria do então candidato.

A denúncia de plágio teria partido de apoiadores da atual reitoria, comandada pelo reitor Marcelo Augusto Santos Turini, que concorre à reeleição, com a vice-reitora, Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo na chapa “Todos Somos + UFMS”.

Haveria o receio da chapa de Malzac ser a escolhida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na lista tríplice a ser apresentada a ele após as eleições. Isso, claro, caso a chapa do médico estivesse entre as três mais votadas.

De acordo com o docente ouvido pela reportagem, tanto Malzac quanto Turini apoiam e defendem ideias parecidas com às do presidente Bolsonaro, mas não os considera “bolsonaristas”. “Ele (Malzac) defende ideias semelhantes às do presidente, mas a atual gestão também apoia, ponderou”.

Ainda conforme o professor, outra chapa, a 5, denominada "Eficiência e Inovação", cujos candidatos a reitora e vice são, respectivamente, Lídia Maria Lopes Rodrigues Ribas e Günter Hans Filho, também enfrentam denúncia de plágio, mas entraram com processo administrativo contra a denúncia.

Além da chapa de Turini e de Lídia Maria, permanecem na disputa a chapa 1, "Cultura, Ciência e Consciência", das professoras Elizabeth Maria Azevedo Bilange e Lucilene Machado Garcia Art e a 3, "UFMS + Vozes", em que concorrem Lincoln Carlos Silva de Oliveira como reitor e José Antonio Menoni, como vice-reitor.