A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/11/2008 20:28

Ministro quer estender benefício da meia-entrada

Redação

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, sugeriu hoje, em Brasília (DF), que a criação de cotas de ingressos de eventos a serem vendidos pela metade do preço pode ser uma forma para ampliar a concessão do benefício a um universo maior de jovens.

"Se estabelecermos cotas com fiscalização, podemos estender a meia-entrada a mais estudantes para estimular o aperfeiçoamento dos estudos no Brasil", opinou, usando como exemplo os cursos preparatórios para o vestibular e de línguas estrangeiras.

O projeto de lei que está em discussão no Senado para regularizar a emissão do documento de identidade estudantil estabelece um teto de 40% dos ingressos para este público. E limita a emissão da carteirinha a estudantes matriculados nos ensinos fundamental, médio e superior, pós-graduação e técnico profissionalizante.

O movimento estudantil critica a adoção do sistema de cotas para meia-entrada sob o argumento de que não há mecanismos para controlar a venda. A UNE (União Nacional dos Estudantes) diz que os produtores podem afirmar que já venderam toda a cota sem que isso corresponda à realidade.

Para Ferreira, o controle pode ser feito por meio da venda informatizada. "Hoje, a maior parte das casas de espetáculo está informatizada. Em segundos é possível ter acesso ao borderô eletrônico, para ver se a cota de meia-entrada foi mesmo vendida ou se foi uma invenção para aumentar o lucro", disse.

O ministro também sugeriu a criação de uma ouvidoria para receber denúncias sobre o não cumprimento da regra por parte dos produtores.

Com informações da Uol Notícias.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions