A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/08/2016 14:16

Adversário do Comercial na Copa do Brasil será julgado por irregularidade

Caso seja condenado, Barcelona do Rio de Janeiro será desclassificado; Comercial garante vaga para a próxima fase automaticamente

Amanda Bogo

O Barcelona do Rio de Janeiro, primeiro adversário do Comercial na Copa do Brasil Feminino, será julgado na próxima sexta-feira (2), às 10h30 (Brasília), pela Quarta Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por escalação irregular no primeiro confronto entre as equipes. Caso seja condenado, o time será desclassificado da competição, o que garante automaticamente o Comercial para a próxima fase.

O time carioca venceu o primeiro confronto por 1 a 0, e as equipes se enfrentam novamente nesta quarta-feira (31), às 15 horas no Estádio Jacques da Luz, nas Moreninhas, em Campo Grande.

A equipe relacionou as atletas Bruna Amoreim Petrelli, Cindy de Oliveira Baptista, Daniela Pereira Willemen, Evellen Aparecida Barbosa, Tamires de Oliveira da Silva e Teresa Cristina da Silva Freitas, todas em situação irregular, de acordo com a DCO ( da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Conforme a comunicação de irregularidade emitida pela DCO (Diretoria de Competições), o nome das atletas não constavam no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, o que infringe o artigo 33 do Regulamento Específico da Competição, que prevê que apenas atletas profissionais com Contrato Especial de Trabalho Desportivo devidamente registrado nas respectivas federações; e atletas não profissionais devidamente registrados também em suas respectivas federações poderão participar das competições.

O artigo 5 do Regulamento Específico da Competição, que regula que apenas jogadoras que tenham sido registradas na DRT e cujos nomes constem no BID publicado até o último dia útil que anteceder a cada partida também foi infringido.

Constatadas as irregularidades, a procuradoria denunciou no Barcelona por infração ao artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) por “incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida”.

Se condenada, a equipe carioca pode sofrer pena prevista de perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independente do resultado da partida, e multa de R$ 100 a R$100 mil.

Como a Copa do Brasil é jogada no sistema mata-mata, caso o time seja considerado culpado, será desclassificado da competição. Assim, o Comercial garante vaga para a próxima fase, independente do resultado em campo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions