A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

23/07/2017 17:45

Avaí bate o Cruzeiro e confirma reação para deixar zona da degola do Brasileirão

Mateus Fagundes (Estadão Conteúdo)
Disputa de bola durante a partida, esta tarde (23)
entre o Avaí e o Cruzeiro. (Foto: Jamira Furlani / Avaí F.C) Disputa de bola durante a partida, esta tarde (23) entre o Avaí e o Cruzeiro. (Foto: Jamira Furlani / Avaí F.C)

O Avaí fez uma nova vítima em casa neste domingo, pela 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um futebol defensivo e muito inteligente taticamente, o time catarinense venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O gol de Júnior Dutra ainda no primeiro tempo manteve o sonho de deixar a zona de rebaixamento, enquanto que os mineiros perderam a oportunidade de entrar no G6.

Na última quarta-feira, o Avaí já tinha conseguido um empate com o líder Corinthians por 0 a 0 e, aliado com este novo resultado, chegou ao terceiro jogo sem perder, somando 17 pontos. Do outro lado, o Cruzeiro permanece com 22 e deixa a briga pela classificação à Copa Libertadores de 2018 ainda mais distante.

Com algumas mudanças no time titular, como as saídas de Alisson e Robinho no meio de campo, o Cruzeiro demonstrava nos primeiros minutos muita dificuldade para criar. Sem conseguir arrumar espaço, o técnico Mano Menezes adiantou a marcação e passou a arriscar algumas finalizações de fora da área. Na primeira, logo aos seis minutos, Henrique exigiu uma boa defesa de Douglas Friedrich. Mais tarde, aos 17, foi a vez de Thiago Neves também soltar a bomba.

Mas como diz o ditado, "futebol é uma caixinha de surpresa". Em sua primeira e única oportunidade no campo de ataque, o Avaí abriu o placar. Leandro Silva recebeu pela direita e, com liberdade, cruzou rasteiro em direção à pequena área. Pedro Castro tentou finalizar na primeira trave, mas ela acabou com Júnior Dutra, que dominou frente a frente com Fábio e bateu no cantinho do goleiro, aos 20 minutos.

À frente do marcador, o Avaí conseguiu fechar mais ainda o ferrolho do meio de campo, enquanto que o Cruzeiro aguardou o intervalo para acertar os problemas do primeiro tempo. Na volta dos vestiários, Mano Menezes sentiu o adversário encolhido no campo de defesa e soltou ainda mais Thiago Neves. Tanto que, logo com 12 minutos, o volante Lucas Silva foi embora para a entrada de Arrascaeta.

Em seu primeiro lance em campo, o meia uruguaio lançou Élber na marca do pênalti e ele receberia nas costas da marcação. Mas, esperto, Douglas Friedrich saiu da meta para socar. No rebote, Sassá tentou completar, mas o zagueiro Alemão deu um carrinho preciso para travar. Na origem do lance, porém, o goleiro do Avaí acertou o rosto do jogador do Cruzeiro e os companheiros ficaram pedindo o pênalti, mas a arbitragem interpretou como normal e marcou escanteio.

Quem garantiu a vitória do Avaí, mais uma vez, foi o goleiro. Douglas Friedrich fez pelo menos duas defesas impossíveis no segundo tempo. Na primeira, Thiago Neves aproveitou o rebote de Rafael Sóbis, que acabou travado por Alemão. Mais tarde, já aos 41 minutos, Arrascaeta cobrou uma falta no ângulo e por pouco não comemorou o empate. Na espalmada, ela ainda caiu com Rafael Marques, que tentou de cabeça, mas mandou pela linha de fundo.

O próximo compromisso do Avaí é diante do Palmeiras, desta vez no estádio Allianz Parque, em São Paulo, ainda na briga contra a zona de rebaixamento, às 19 horas do próximo sábado. Também pela 17.ª rodada, o Cruzeiro recebe o Vitória no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, às 19 horas de domingo. Antes disso, nesta quarta-feira, recebe o Palmeiras pelo jogo de volta das quartas de final. Na ida, em São Paulo, houve empate por 3 a 3 e agora o time mineiro pode empatar até por dois gols para chegar às semifinais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions