A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/10/2009 18:56

Classificada, seleção se despede da Capital sem gols

Redação

Classificada para a Copa 2010, a seleção brasileira fez um jogo sem gols contra a Venezuela e com 3 bolas na trave.

No Morenão, o público de 23,7 mil pessoas assistiu a um primeiro tempo com poucas chances de gols.

Os 20 minutos iniciais foram os mais complicados para o Brasil. O time tentava jogar pelas laterais, mas era bloqueado.

A primeira finalização brasileira só aconteceu aos 28 minutos da primeira etapa. A oportunidade veio num chute do atacante Luís Fabiano.

Praticamente fora da Copa, a Venezuela apostou no contra-ataque, até mesmo depois dos 10 minutos da segunda etapa, quando o zagueiro Miranda foi expulso e o Brasil ficou com 10 em campo.

No segundo tempo, a torcida viu Gilberto Silva, Luiz Fabiano e Kaká irem ao ataque, mas nenhuma das muitas chances se converte um gol.

Gilberto cabeceou na trave aos 9 minutos e Kaká, já no fim da partida, viu a bola rolar por cima da linha do gol, sem entrar.

Um dos momentos mais críticos foi a expulsão do zagueiro Miranda. Depois de atingir Maldonado na cabeça, com o cotovelo, o brasileiro levou cartão vermelho.

Sem a vitória, o Brasil depende agora que o Paraguai não vença a Colômbia para terminar a competição em primeiro lugar.

Pecado - Ao término do jogo, o atacante Nilmar justificou que "foi complicado jogar contra a equipe fechada" e agradeceu o apoio da torcida. Já Maicon achou o empate injusto. "Fizemos tudo para vencer e a bola acabou não entrando".

"Foi um pecado, uma pena", reclamou Káka. "Queríamos muito ganhar aqui, mas o importante é que criamos muitas chances, não foi um 0 a 0 como contra Colômbia e Bolívia".

Mais uma vez o Brasil deixou a torcida sul-mato-grossense apenas com gosto do empate. Há 10 anos, quando a seleção enfrentou o Paraguai no morenão, o placar foi de 3 X 3.

Na avaliação de Kaká, a reação da torcida mostrou que não faltou garra à seleção. "Basta observar o comportamento da torcida, que aplaudiu o time."

Com o resultado, o Brasil chegou aos 34 pontos, mesma marca atingida nas eliminatórias para a última Copa do Mundo.

O goleiro Júlio César diz que a sensação é de dever cumprido, apesar da falta de gols.

"A classificação foi tranquila, na casa dos argentinos, então não tem do que reclamar", brinca.

Ao fim do jogo, ele agradeceu o apoio da torcida. "Apesar de não rolar nenhum gol, a torcida nos apoiou o tempo todo, até quando perdemos o Miranda. Tá todo mundo de parabéns."

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions