A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/08/2012 19:05

Com 4 atletas de MS, Jogos Paralímpicos de Londres começam nesta 5ª

Gabriel Neris
Ronaldo disputará Jogos Paralímpicos de Londres pela primeira vez aos 21 anos (Foto: Divulgação)Ronaldo disputará Jogos Paralímpicos de Londres pela primeira vez aos 21 anos (Foto: Divulgação)

Mato Grosso do Sul acompanha com grande expectativa a participação de quatro representantes nos Jogos Paralímpicos de Londres. A competição começa nesta quinta-feira (30) e vai até o dia 7 de setembro.

Dos representantes sul-mato-grossenses na delegação, três integram a seleção brasileira de futebol 7 PC (Paralisia Cerebral).

Fernandes Celso Alves Vieira e Marcos dos Santos Ferreira pertencem à equipe Caira, de Campo Grande. Ronaldo Almeida de Souza faz parte da equipe da ADD (Associação Campo-Grandense Paradesportiva Driblando as Diferenças), também da Capital.

Michele Aparecida Ferreira representará Mato Grosso do Sul no judô. A paratleta do Ismac (Instituto Sul-mato-grossense para Cegos Florivaldo Vargas) será a primeira judoca brasileira a entrar no tatame.

As disputas no peso meio-leve (até 52 kg) acontecem amanhã, a partir das 5h (horário de MS). Medalha de bronze em 2008, em Pequim, Michele quer repetir o feito.

“A possibilidade de medalha é grande. Já tinha tido experiência em treinar atletas como ela, deficiente visual. É preciso dedicação e paciência para descobrir meios que possamos passar as técnicas”, diz o otimista treinador de Michelle, Antônio Carlos Esmi Júnior, que trabalha com Michelle há dois anos.

O marido de Michelli, Rafael Moreira, acredita que a vaga em Londres foi mérito do esforço da judoca. “É o resultado do trabalho. Ela se dedicou para isso e agora está colhendo”, resume.

Futebol 7 - Antônio Carlos Barbosa é treinador de Ronaldo na equipe da ADD. A confiança do técnico é grande pela medalha de ouro e também pela participação de Ronaldo no torneio.

“O técnico da seleção diz que ele pode ser o melhor do mundo. É talentoso e tem força, sabe partir com a bola em velocidade. Pra parar ele só dando pancada”, brinca o treinador, citando a opinião do técnico da seleção brasileira Paulo Cruz.

Esta será a primeira oportunidade de Ronaldo disputar os Jogos Paralímpicos. “Ele disputou o Brasileiro e destacou. É uma experiência que vai levar para o resto da vida. Ele morava na periferia e treinava com a gente no Guanandizão. Foi surpreendente à vontade e superação dele”, elogia o treinador.

Seleção brasileira durante preparação para os Jogos Paralímpicos de Londres (Foto: Getty Images)Seleção brasileira durante preparação para os Jogos Paralímpicos de Londres (Foto: Getty Images)

Técnico de Fernandes e Marcos na equipe do Caira, Dovair Paschoal Castelli, afirma que esta é a melhor seleção brasileira de todos os torneios. “Enquanto Ucrânia e Rússia têm a força, o Brasil é técnico e veloz. O time defende e ataca constantemente sobre pressão”, comenta Castelli.

“O Fernandes e o Marcos, que é o capitão, são o espelho da seleção. O Fernandes está machucado, com lesão no tendão de Aquiles, se não estivesse iria estourar em Londres”, acredita.

O treinador do Caira reclama apenas do tempo de preparação da seleção brasileira. Foram apenas 15 dias em Manchester, onde o time esteve se adaptando. Segundo Castelli, o entrosamento da seleção foi ajudado pela convocação que conta com oito atletas do Botafogo, time que o técnico Paulo Cruz também treina, um jogador do Vasco e os três sul-mato-grossenses.

O Brasil está no Grupo B da Paralimpíada de Londres e, além dos anfitriões britânicos, também terá pela frente na primeira fase os Estados Unidos e a Ucrânia, atual campeã paralímpica. A estreia contra a seleção da casa acontece no sábado (1º) na Arena Riverbank. Os dois primeiros colocados de cada chave avançam às semifinais.

O Brasil participa da edição deste ano de 18 das 20 modalidades que integram os jogos. Participam, no total, 165 países com 4,2 mil atletas. Na última edição, em Pequim, foram quebrados 279 recordes mundiais. O Brasil conquistou a 9ª posição com 47 medalhas, sendo 16 de ouro, 14 de prata e 17 de bronze.

Atletas de MS integram seleção de futebol 7 nas Paraolimpíadas de Londres
Os sul-mato-grossenses Ronaldo de Almeida Souza, Marcos Ferreira e Fernandes Celso embarcam nesta segunda-feira para a cidade de Manchester, na Ingla...
Flamengo sai na frente, mas vê empate argentino e Independiente campeão
O Flamengo empatou com os argentinos do Independiente em 1 a 1 na final da Copa Sul-Americana, disputada na noite desta quarta-feira (14) no estádio ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions