ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 28º

Esportes

Com pandemia e sem projeto pronto, reforma do Morenão está suspensa

Orçadas em R$ 4,5 milhões, obras no estádio deveriam começar no fim de abril

Por Jones Mário e Clayton Neves | 06/05/2020 12:21
Obras devem melhorar acessibilidade e extinguir fosso entre arquibancadas e gramado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Obras devem melhorar acessibilidade e extinguir fosso entre arquibancadas e gramado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A esperada reforma do Estádio Pedro Pedrossian, o “Morenão”, não tem previsão para começar. As obras deveriam começar após o fim do Campeonato Sul-mato-grossense, que terminaria em abril não fosse a interrupção forçada pela pandemia de novo coronavírus.

Segundo o secretário especial de Governo, Carlos Alberto de Assis, o projeto da reforma ainda passa por readequação na Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). Equipe da pasta identificou problemas de acessibilidade e mobilidade dentro do estádio, bem como na parte elétrica, no plano enviado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

“A pandemia parou tudo. É o momento para o projeto ser concluído”, disse Assis na manhã desta quarta-feira (6), durante visita às obras de outra praça esportiva, o Ginásio Guanandizão.

O Morenão passaria por reforma orçada em R$ 4,5 milhões, financiada pelo Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.

O projeto da obra foi entregue pela UFMS ao governo do Estado no início de novembro de 2019. A reforma contempla a construção de um elevador para melhoria na acessibilidade, além de extinção do fosso entre arquibancadas e gramado, e emprego de cadeiras também no setor descoberto do estádio.

Em dezembro passado, a Procuradoria-Geral do Estado garantiu que a obra de iniciativa estadual no estádio administrado pela universidade federal é “possível juridicamente”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário