A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/02/2014 18:36

Comercial consegue empate no último lance contra o Maracaju em jogo tenso

Alan Diógenes e Helton Verão
Maracaju se mostrou mais organizado e foi mais perigoso ao longo do jogo. (Foto: Cleber Gellio)Maracaju se mostrou mais organizado e foi mais perigoso ao longo do jogo. (Foto: Cleber Gellio)
Aos 14, Neto Brasão dribla o goleiro Rodolfo, mas na hora de fazer o gol acaba sendo displicente e Diogo Rincon salva (Foto: Cleber Gellio)Aos 14, Neto Brasão dribla o goleiro Rodolfo, mas na hora de fazer o gol acaba sendo displicente e Diogo Rincon salva (Foto: Cleber Gellio)
Até o goleiro Rodolfo foi para área nos acréscimos  e quase marcou no rebote, o goleiro Kaio defendeu (Foto: Cleber Gellio)Até o goleiro Rodolfo foi para área nos acréscimos e quase marcou no rebote, o goleiro Kaio defendeu (Foto: Cleber Gellio)

O Comercial empatou em 2 a 2 com o Maracaju na tarde desta quarta-feira (26) no estádio Morenão. O resultado teve sabor de vitória para a equipe da Capital, pois o Mac vencia o jogo até os 49 do segundo tempo, quando o zagueiro Willians conseguiu empatar o jogo. Ao fim do jogo, os jogadores da equipe do interior foram para cima do árbitro que chegou a receber alguns empurrões, eles reclamavam do tempo de acréscimo dado pelo mesmo.

O Maracaju teve mais posse de bola ao longo da partida, abrindo o placar aos 25 minutos do primeiro tempo. Andrinho recebeu o passe de calcanhar de Neto Brasão e finalizou fazendo um belo gol.

Aos 34 minutos o atacante Biro empatou o jogo para o Comercial. Na segunda etapa o Maracaju voltou a dominar a posse de bola tendo as melhores chances de jogo, enquanto o Colorado se mostrava desorganizado em campo. Até aos 12 minutos do segundo tempo Maílson recebeu o passe de Andrade batendo bonito para o gol, e colocando o Mac de volta à frente do marcador.

O Comercial tentava o empate, mas não conseguia chegar ao gol do goleiro Kaio. O Maracaju se fechou explorando os contra-ataques. O árbitro da partida finalizou quatro minutos de acréscimo e o Maracaju em um contra-ataque reclamou de pênalti em cima de Nato Brasão. Na continuação do lance, o zagueiro Willians bateu colocado e garantiu o empate aos 49 minutos.

Após o lance, o árbitro Augusto Ortega encerrou a partida o que gerou muito protesto dos jogadores do Maracaju. Foi necessária a intervenção de seguranças e policiais. “Foi um jogo perigoso, o adversário jogou melhor, mas acabamos conseguindo o empate. Não era o resultado que esperávamos, mas agora é ter tranqüilidade e jogar com pegada nas próximas rodadas que a vitória pode vir”, ressalta o técnico do Comercial, José Coelho.

“É o resultado com o sabor de derrota para nós. O árbitro nos prejudicou”, avalia o goleiro do Maracaju, Kaio.
A partida contou com 69 pagantes e 70 não pagantes, totalizando 139 pessoas, em um total de apenas R$ 605.

Com o empate, o Comercial chegou aos 12 pontos, seguindo na quarta posição do grupo A. Porém, pode ser ultrapassado pelo Misto que joga ainda hoje contra o Costa Rica, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande.

O Maracaju empatou em pontos com o Aquidauanense, mas segue na lanterna, com seis pontos, mas o Azulão joga ainda hoje (26) contra o Cene.

Na próxima rodada, o Comercial viaja para enfrentar o Aquidauanense, no sábado (01), às 15 horas, no estádio Noroeste. O Maracaju recebe o Misto, no mesmo dia e horário, no estádio Loucão, em Maracaju.

Auxiliar, policiais e segurança precisaram conter os atletas do Maracaju que queriam agredir o árbitro Augusto OrtegaAuxiliar, policiais e segurança precisaram conter os atletas do Maracaju que queriam agredir o árbitro Augusto Ortega


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions