A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

22/03/2017 23:10

Comercial vence clássico, garante vaga e coloca Operário em xeque

Nyelder Rodrigues
Galo teve maior posse de bola, mas não conseguiu desenvolver jogo e fui superado pelo Comercial (Foto: André Bittar)Galo teve maior posse de bola, mas não conseguiu desenvolver jogo e fui superado pelo Comercial (Foto: André Bittar)

O Comercial fez valer o mando de campo e a semana livre para trabalhar e bateu o Operário por 1 a 0 na edição 187 do clássico Comerário, disputado no estádio Morenão na noite desta quarta-feira (22), válido pela nona rodada do Estadual 2017.

Com o resultado, o colorado garantiu a vaga nas quartas de final da competição, na qual o Galo já estava classificado desde a rodada passada, quando venceu também no Morenão o Costa Rica por 2 a 0.

A vitória trouxe alívio para o Comercial, que chegou aos 14 pontos e vice-liderança do Grupo A. Já no lado operariano, apesar da vaga antecipada na próxima fase, a derrota de hoje colocou em xeque a equipe.

Após um bom futebol apresentado nos duelos em Campo Grande, aliado a bons números, o time vem mostrando um recente declínio, faltando variação de jogo para se adaptar, principalmente, a equipes com linhas de marcação mais fechadas.

Foi o que aconteceu no jogo de hoje, já que o alvinegro teve grande parte da posse de bola e tentou criar vários lances, mas sempre esbarrou na falta de espaços. Quando conseguiu chegar à frente do gol, pecou na finalização.

Quanto aos números, eles são apenas regulares. Desde o duelo contra o Luziânia (DF) em casa, um empate em 1 a 1, foram, contando o jogo pela Copa Verde, seis partidas, sendo somadas duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Ao todo, foram sete gols marcados e seis sofridos.

O jogo - O Galo já começou demonstrando superioridade em campo, mas apresentou claras dificuldades de desenvolver o jogo no último terço do campo, devido aos poucos espaços deixados pelo Comercial. A estratégia deu resultado.

Aos 14 minutos de bola rolando, o colorado recuperou a bola e avançou em rápido contra-ataque. Rodrigo Ost deu bela enfiada de bola para Jorge Henrique, que estava atrás da zaga, mas em posição regular, já que o lateral-direito Da Silva não acompanhou o avanço da linha de defesa e deixou livre o atacante comercialino.

Enquanto a defesa operariana pedia impedimento, Jorge Henrique dominou a bola e bateu cruzado, sem chance de defesa para o goleiro França. Com 1 a o no placar, o Comercial ficou em situação confortável para manter sua estratégia.

Já o Operário se sentiu pressionado para criar e conseguir o empate, pelo menos. A posse de bola foi grande durante o restante do primeiro tempo e toda a etapa final para o Galo, mas ela não foi transformada em chances claras.

Um dos principais problemas do alvinegro foi a falta de referência ofensiva, já que o time jogou sem um centro-avante de ofício - Rodrigo Grahl, que usualmente joga nesta posição, está lesionado - e não conseguiu dar profundidade ao ataque.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions