A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/08/2013 22:51

Coritiba se aproveita de falhas do Grêmio e vence fora de casa

Vinícius Squinelo

O Coritiba não teve seu principal jogador, Alex, mas contou com 'ajuda' do Grêmio para superar a ausência do armador. Na pior partida sob comando de Renato Gaúcho, o time de Porto Alegre teve uma série de falhas individuais, acabou derrotado e muito vaiado. Pela 12ª rodada do Brasileirão, nesta quinta-feira, na Arena, os visitantes venceram por 1 a 0, gol de Deivid, e colaram nos líderes do campeonato.

O Coxa chegou aos 23 pontos, um a menos que o líder Cruzeiro e o Botafogo, segundo colocado pelos critérios de desempate. Após perder a invencibilidade na rodada passada, a equipe paranaense se recuperou. Já os portoalegrenses chegaram ao terceiro jogo sem vitória.

Renato Gaúcho optou por mudar novamente a formação do Grêmio. Em vez do 3-5-2, que tinha dado certo no clássico Gre-Nal, o Tricolor entrou em campo com três volantes, no 4-4-2. Souza foi a novidade. Mas em vez de ganhar campo, como no último jogo, os gaúchos perderam o comando da partida.

O Coritiba, que também mudou e utilizou trio de zagueiros, manteve a posse de bola e mostrou qualidade técnica mesmo sem seu melhor jogador: Alex. E ainda contou com duas falhas de jogadores do Grêmio para abrir o placar. Alex Telles foi o primeiro a errar no lado esquerdo defensivo dos donos da casa. Após perder o domínio, a jogada parecia encerrada com Riveros, mas o paraguaio também falhou. O lance acabou com Victor Ferraz, que cruzou e Deivid fuzilou Dida, aos 10 minutos, abrindo o placar.

O Grêmio não conseguiu criar o suficiente para assustar Vanderlei. Sem uma boa dinâmica ofensiva, o time tricolor teve na bola parada a principal oportunidade. Aos 29, Alex Telles acertou o travessão em cobrança de falta.

O lance deu moral aos locais. Um minuto mais tarde, Barcos ganhou jogada e bateu em curva. Vanderlei colocou para escanteio. Mas foi só, e a torcida vaiou ao fim da primeira etapa. Enquanto o Coritiba se defendeu o tempo todo e teve em Geraldo a maneira de 'desafogar' a equipe. No que se propôs, foi muito eficiente e segurou a vitória parcial.

"Fizemos um primeiro tempo que não é da grandeza do Grêmio", reclamou o lateral direito Pará. "Conseguimos a vantagem, foi um bom primeiro tempo. Marcamos o gol e vamos tentar manter o resultado", atestou Deivid.

E as falhas individuais do Grêmio recomeçaram no segundo tempo. Bressan deu 'presente' para Deivid, que enfiou para Geraldo. O angolano bateu cruzado e Dida salvou o Grêmio. Na sequência do lance, Robinho entrou na área, cruzou e Émerson quase fez o segundo do Coxa.

Percebendo que o pior se aproximava, Renato Gaúcho sacou Adriano para entrada de Maxi Rodríguez no Grêmio. Não adiantou. O Grêmio seguiu fazendo partida ruim e vaiado pelos torcedores presentes. A segunda tacada de Renato foi a colocação de Paulinho no lugar de outro volante: Souza. Após começar o jogo com três volantes, o Grêmio acabou com somente um.

No desespero, Lucas Coelho entrou na vaga de Elano. O sistema mudou para o 4-2-4. E aos 36, Lucas recebeu cruzamento e errou em bola. Livre, de dentro da pequena área, o jovem falhou. O Grêmio virou só pressão. Aos 41 minutos, Kleber recebeu lançamento longo, dominou e chutou. Vanderlei defendeu. O resultado foi mantido e o quadro de vaias se tornou maior ao fim do jogo.(com informações do Uol)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions