A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/10/2009 17:01

Depois da reforma de 720 mil, Morenão "vira" boate

Redação

Após o jogo da seleção brasileira de futebol trazer investimento de R$ 720 mil para infra-estrutura do Morenão, somados ja os custos com iluminação (250 mil), o estádio vai ser palco da terceira edição da festa Garage Stadium, que espera um público de 5 mil pessoas no dia 14 de novembro.

Durante a festa, o gramado, que recebeu investimento de R$ 35 mil para se tornar minimamente adequado à pratica desportiva, será parcialmente coberto por um tablado.

Quem trabalha com futebol teme que todos os investimentos conquistados para o estádio sejam perdidos sem regras mais rígidas para o uso do Morenão, onde só em bancos de reservas o custo foi de R$ 29 mil, incluindo mobiliario.

De acordo com o gerente de serviços gerais da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), João Jair Sartorello, responsável por cuidar da manutenção do estádio, a festa não representa risco ao estádio.

"As pessoas vão entrar por um único portão, direto no tablado". Segundo ele, a estrutura para proteger o campo levará sete dias para ser montada e desmontada.

Por outro lado, há quem teme danos ao palco das partidas de futebol. "Todo evento danifica. O show da Ivete Sangalo danificou muito, só que antes o campo era acabado mesmo. Mas agora que melhorou mil por cento vão fazer festa em cima do gramado?", salienta Paulo Telles, técnico do Saad.

Apesar da reclamação, ele acredita que a locação para festa seja uma alternativa para custear a manutenção do estádio. "Quem paga as despesas é a UFMS".

Ainda sobre a festa de novembro, o responsável pelo Morenão diz que "a grama terá ventilação. E o público é pequeno. Qualquer estádio de futebol faz esse tipo de evento, um exemplo foi o show do Roberto Carlos no Maracanã".

Conforme Sartorello, o tablado será montado a partir da linha central do campo, sendo dez metros para um lado e dez metros para o outro. De acordo com ele, o estádio foi locado e o pagamento vai direto para a União, por meio de guia de recolhimento de tributo federal.

"Em momento algum as pessoas vão pisar na grama. A estrutura é projetada para não afetar o gramado", afirma Jamelão, organizador do evento.

De acordo com ele, foram contratados 120 seguranças da emprega Mega Segurança, que também é responsável por cuidar do estádio.

Futuro

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions