A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

18/04/2017 13:41

Desafio no esporte é grande, mas kart atrai profissionais e amadores

Amanda Bogo
Regis mostra paixão pelo kart na pista (Foto: André Bittar)Regis mostra paixão pelo kart na pista (Foto: André Bittar)

Entre falta apoio e alto custo, os desafios são grandes para seguir profissionalmente no kart, esporte de automobilismo mais próximo das características da Fórmula 1. Mas a paixão pela modalidade, que envolve adrenalina e alta velocidade, atrai pilotos e chama a atenção de quem é curioso e nunca pilotou o veículo na vida real, ou só se aventurou no vídeo game. 

O piloto Régis Volpe, 17 anos, começou no kart desde os 07 anos. De família ligada ao esporte - do pai apaixonado por carros à irmã Iara Volpe, que corre profissionalmente -  ganhou seu primeiro carro de corrida aos 09 anos. "Corri após uns amigos da família convidarem e gostei, então comecei a correr no indoor", contou. 

Os desafios fora das pistas fizeram Régis desanimar (Foto: André Bittar)Os desafios fora das pistas fizeram Régis desanimar (Foto: André Bittar)
Piloto mostrou parte técnica e andou na pista (Foto: André Bittar)Piloto mostrou parte técnica e andou na pista (Foto: André Bittar)

São mais de 40 troféus na estante, entre eles dois títulos estaduais nos anos de 2010 e 2011. Em 2015 venceu o Ponta Porã Fórmula Kart, além de ter conquistado a antiga Copa Fundesporte. Mesmo com tantas conquistas, a falta de apoio ao esporte aqui no Estado fez com que Régis desistisse de seguir profissionalmente nas pistas.

"Já sonhei em ser piloto profissional, mas hoje não mais. Depois que você cresce, chega a ver que é quase impossível. Tive uma bolsa de estudo e apoio de uma loja, mas acabou e hoje é meu pai quem me ajuda. É muito dinheiro envolvido e acaba sendo um esporte para ricos", desabafou.

Conforme Régis, não há espaço adequado em Mato Grosso do Sul para a modalidade. O custo inicial para se aventurar no kart pode chegar até R$ 30 mil. "Só o kart vai custar de 7 a 15 mil, além dos motores, as peças de reposição. Hoje corro por lazer", explicou. 

Para o piloto, o kart é uma modalidade ideal para quem se considera perfeccionista. "A preparação varia de piloto. É importante conhecer a pista, ser minucioso com o espaço. Em época de competição treino duas vezes na semana", finalizou. 

Piloto e amadores - Na pista montada no shopping Bosque dos Ipês, Régis aproveitou para mostrar a estrutura técnica do carro de kart e deu algumas voltas para monstrar seu desempenho. Depois, a equipe de reportagem do Campo Grande News decidiu encarar o desafio e acelerar para saber se o esporte é acessível para quem nunca pilotou um kart - ou que só tem experiência do vídeo game. 

Serviço - A pista de kart do shopping é a maior do Estado e funciona todos os dias,e podem pilotar crianças com idade a partir dos 06 anos. A área esportiva tem 5.000 m² e curvas acentuadas. Valores: seg. a sex. - R$ 40 para 15 minutos e R$65 para 25 minutos/ Sáb, dom e feriados- R$ 45 para 15 minutos e R$70 para 25 minutos.

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 15 milhões neste sábado
A Mega-Sena pode pagar neste sábado (20) prêmio de R$ 15 milhões ao apostador que acertar as seis dezenas do concurso 2.006. O sorteio será realizad...
Flamengo bate o Avaí por 1 a 0 e encara a Lusa na próxima fase
O último semifinalista da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018 foi definido na noite desta sexta-feira (20). O Flamengo enfrentou o Avaí na Arena Ba...
Portuguesa bate o Palmeiras nos pênaltis e vai à semifinal da Copinha
A Portuguesa está na semifinal da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite dessa sexta-feira (19), no estádio do Pacaembu, o time lusitano consegui...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions