A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/08/2013 23:08

Em casa, Santos joga melhor e arranca empate contra o Corinthians

Vinícius Squinelo

O Santos que perdeu de 8 a 0 do Barcelona há alguns dias saiu perdendo o clássico com 3 minutos de jogo e assustou até o mais otimista de seus torcedores. Daí em diante, surpreendeu. Mesmo com todas as duas limitações, o time da Vila Belmiro, mostrou mais volume de jogo e arrancou um empate por 1 a 1 diante do Corinthians, que voltou a mostrar a apatia do início do Campeonato Brasileiro.

O pontinho não muda a vida dos rivais na tabela. O Corinthians vai a 18 e perde nova chance de entrar no G-4, que ele não visita desde o título do Brasileiro de 2011. Já o Santos vai a 14 pontos e segue mais próximo do que gostaria da zona do rebaixamento, com dois jogos a menos que a maioria.

Para o torcedor santista, porém, a posição na tabela não é a notícia mais importante desta quarta-feira. Na última sexta, o Santos levou a terceira pior goleada de sua história, o 8 a 0 para o Barcelona. A humilhação no Camp Nou abalou as estruturas do clube, que entrou em uma crise política e balançou o elenco, que vinha tendo bons momentos antes da malfadada visita à Europa.

A agitação na Vila Belmiro, porém, parecia o prenúncio de uma tragédia, até pelo momento do Corinthians. A apatia do início do campeonato parecia ter ficado para trás com as duas vitórias seguidas contra Grêmio e Criciúma. Três minutos depois do apito inicial, Paulo André marcou de cabeça e certamente alarmou quem acompanhava o clássico.

A maneira como a defesa santista parou no lance e os buracos deixados nos lances seguintes pareciam novos prenúncios de uma goleada, que nunca surgiu. O Santos, guerreiro, foi para o ataque com tudo, contou com a lentidão e a desorganização do Corinthians e colocou pressão no rival.

No primeiro tempo, não deu certo. O Corinthians, apesar de todos os defeitos apresentados, se sustentou no seu sistema defensivo e segurou a vitória suada, mas as entrevistas a caminho do vestiário já davam o tom do que Tite diria minutos depois. “O Santos está muito intenso, tem de segurar aqui atrás e nessas bolas esporádicas tentar ampliar”, disse Paulo André, desenhando um cenário incomum para a equipe, acostumada a ter a posse de bola.

Alexandre Pato voltou para a etapa final na vaga de Guerrero, mas não mudou o jogo. O Corinthians, ainda em vantagem, seguiu sendo pressionado pelo Santos, com pouca ligação entre a defesa e o ataque e sempre jogando com um atacante perdido entre os zagueiros rivais.

O Santos, de tanto martelar, conseguiu o que queria. Aos 9 minutos, Montillo acertou um belo passe em profundidade e William José teve calma para tocar na saída de Cássio, empatando o confronto. Foi um prêmio para uma atuação surpreendente, que prometia ainda mais.

Só que uma confusão entre Neilton e Gil pôs um freio na reação. Depois de uma falta do corintiano, os dois jogadores discutiram asperamente e trocaram empurrões com a cabeça e mãos no rosto. William José tomou as dores e chegou empurrando Gil, recebendo a resposta de Paulo André na mesma moeda segundos depois. Com o empurra-empurra formado, o camisa 9 santista ainda tentou acertar um chute em Cássio.

O juiz Marcelo Aparecido de Souza, com alguma dúvida, mandou William José e Paulo André embora, desfalcando os dois times aos 25 minutos do segundo tempo. Em diferentes medidas, Claudinei Oliveira e Tite tiveram de recompor suas equipes, e empate passou a ser um bom resultado, arrastado pelos dois lados até o apito final.

Agora, o Santos ergue a cabeça e embarca até Minas Gerais, onde enfrenta o Cruzeiro no fim de semana. O Corinthians, por sua vez, volta a São Paulo, onde enfrenta o Vitória no próximo domingo. (com informações do Uol)



Pior que perder para o Barcelona, é empatar com esse timinho do Itaquerão.
Lamentável, sabor de derrota messsmo ....
 
CARLOS CEZAR RODRIGUES em 08/08/2013 18:18:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions