ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 23º

Esportes

Empate não ofusca partida com arbitragem 100% feminina que entrou para história

Jogo com comando só de mulheres é o primeiro a acontecer no Brasil; sul-mato-grossense está na equipe

Por Antonio Bispo | 28/04/2024 21:10
Arbitragem 100% feminino que atuou no jogo deste domingo (Foto: Vitor Gonzalez/Pera Photo Press)
Arbitragem 100% feminino que atuou no jogo deste domingo (Foto: Vitor Gonzalez/Pera Photo Press)

Apesar do empate de 1 a 1 entre Internacional e Atlético-GO na quarta rodada do brasileirão, neste domingo (28), no Estádio Beira-Rio, a partida entrou para a história do futebol brasileiro ao acontecer com uma arbitragem 100% feminina. Na equipe está a sul-mato-grossense Daiane Muniz, que comandou a cabine do VAR.

O jogo foi marcado por um primeiro tempo calmo. Mas após o intervalo, Derek abriu o placar aos 4 minutos do segundo tempo para o Atlético-GO. Cinco minutos depois, o Internacional igual a partida com um gol de cabeça de Borré.

Arbitragem - Edina Alves comandou o trio de arbitragem em campo, com Neusa Inês Back e Fabrini Bevilaqua Costa como assistentes. Thayslane de Melo Costa cumpriu a função de quarta árbitra.

Ao lado de Daiane Muniz esteve Amanda Pinto Matias como AVAR. Charly Wendy Strauby Deretti foi assistente de árbitro de vídeo e Regildênia de Holanda Moura a observadora de VAR.

Nascida em Três Lagoas, Daiane Muniz é destaque no quadro de arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Inclusive foi escolhida para representar o Brasil na arbitragem de vídeo nas Olimpíadas de Paris 2024.

Em 2020, Daiane se tornou a primeira mulher a ser árbitra principal em uma partida do Campeonato Sul-mato-grossense, no jogo entre Corumbaense e Maracaju. Depois, se transferiu para a FPF (Federação Paulista de Futebol).

Nos siga no Google Notícias