A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/01/2013 16:34

Governo repassa meio milhão para alavancar Estadual de futebol

Gabriel Neris e Helton Verão
Governador assina convênio que garante repasse ao Campeonato Estadual (Foto: João Garrigó)Governador assina convênio que garante repasse ao Campeonato Estadual (Foto: João Garrigó)

Na tentativa de alavancar o futebol de Mato Grosso do Sul, o governador André Puccinelli (PMDB) assinou convênio com a FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) na tarde desta quarta-feira (16) para ajudar nas despesas do Campeonato Estadual, que inicia no próximo fim de semana. Serão repassados R$ 531,5 mil destinados à taxa de arbitragem, transporte e alimentação dos árbitros, produção de 980 bolas, hospedagem e alimentação dos jogadores, aluguel de estádios e confecção de placas para os estádios.

Estiveram presentes na reunião na governadoria o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Flávio Brito, o secretário de Estado de Habitação e das Cidades, Carlos Marun (PMDB), o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) e o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB).

Flávio Brito lembrou que o dinheiro será repassado para cobrir os gastos conforme a necessidade, mas os clubes não irão pegar a verba da competição.

O presidente da FFMS, Francisco Cezário, exaltou que nos dois últimos anos a entidade tem contado com o convênio do Governo do Estado. “O futebol de Mato Grosso do Sul está fazendo uma parceria empresarial e esperamos aumentar a cada ano. Isto é fruto do trabalho dos dirigentes e em 2014 esperamos consolidar mais parceiros”, disse Cezário.

Outro ponto comemorado durante a reunião foi à confirmação da competição ser transmitida ao vivo pela televisão. “Pelo menos 1,4 milhão de sul-mato-grossenses respiram futebol”, avalia Cezário.

O governador cobrou que haja em breve premiação extra a clubes e jogadores para incentivar os times, como para o artilheiro do torneio e os melhores de cada posição. Também espera que tenha incentivo para o segundo semestre, época que o futebol praticamente para em Mato Grosso do Sul, com exceção ao clube que representa o Estado no Campeonato Brasileiro da 4ª Divisão.

O Campeonato Estadual começa no próximo sábado com dois jogos: Aquidauanense x Novoperário e Sete de Dourados x Ivinhema. No domingo jogam Comercial x Cene, Naviraiense x Corumbaense, Maracaju x Misto e Itaporã x Águia Negra.



Enquanto isso, os Agentes Comunitários de Saúde, receberão 110,00 para fazer em uma semana, o serviço que fazem em um mês.
 
Paulo Vitor em 27/01/2013 15:01:08
Toni Vieira!!! Aparece!!! A Maior torcida ainda e do OPERARIO FUTEBOL CLUBE!!!!
 
Tasso Guerra Junior em 17/01/2013 12:43:30
Governador é mto pouco este valor para fomentar o futebol em nosso Estado! Mas sera a partir desta pequena contribuição que o futebol de MS tem que seguir avançado. Parabens penso que mais um vez o Governo da um VOTO DE CREDIBILIDADE para a FEDERAÇÂO espero q a fiscalização seja rigida e este recursos seja bem aplicado. para que no proximo ano este valor seja até 05 vezes maior. Viva o FUTEBOL DE MS
 
ANTONIO MOISES DE ALMEIDA em 17/01/2013 11:26:08
Quanta "baboseira" mencionada na seção comentários. Primeiro, não é a FFMS que recolocará QUALQUER clube do Estado na Série A do futebol brasileiro. Quem chegar lá, terá que vencer série por série, ou seja primeiro a série C, depois a D, depois a B até chegar á série A. Segundo, par os menos desavisados e aos que apenas só sabem criticar, hoje em dia, não tem mais jogadors disponiveis na praça, tal como tinha antes. Para se ter um exemplo, Marcos Assunção acertou com o Santos por 30 mil mensais. Nessa época citada por todos, como os áureos tempos do futebol de MS", jogadores tal como Marcos Assunção, sem espaço no grande centro, vinha aos montes pra cá e daí, a formação das grandes equipes no Comercial e Operário. Apenas isso. Então aos péssimos comentarists, primeiro tenham cominhecimento
 
Gilson Giordano em 17/01/2013 10:45:23
Jamais o Estado deveria coadunar com o que se vê nesta federação. Um elefante colorido que volta e meia está na mira do MP por realizações de arrepiar os cabelos. Quem não lembra da cena grotesca na CPI da Nike, quando este presidente foi obrigado a reconhecer a própria assinatura em cheque da federação depositado em favor de sua campanha política no interior. É grana pública jogada fora com prévia anunciação do destino.
 
Adair Paiva Souto em 17/01/2013 10:09:16
esse dinheiro daria para comprar todo o fardamento dos cabos e soldados da policia militar que só faz seis anos que não recebem fardamento e ainda exigem que andam bem apresentáveis.e ainda vao querer que faremos o policiamento nos estádios todos mal trapilhos e dai comandante geral toma alguma providencia
 
joao pedro da silva em 17/01/2013 09:56:38
Enquanto Francisco Cesario for presidente da FFMS, nosso futebol vai ser cada vez mais pobre, e ele o presidente mais...
 
Antonio Garcia em 17/01/2013 09:44:59
Mais um dinheiro considerável jogado no ralo.
 
ademir gomes em 17/01/2013 09:44:36
O lamentável estado em que se encontra o futebol de Mato Grosso do Sul, está relacionado a basicamente dois fatores: A desonestidade de dirigentes e a falta total de visão empresarial entre os cartolas. Futebol bem administrado é sinônimo de dinheiro e sucesso, nossos dirigentes ou são ingênuos, corruptos, perdulários ou tudo isso junto.
 
Adolfo José Rainche em 17/01/2013 09:38:21
O Governador pderia ter aproveitado a ocasião e, se fosse possível, "tirar por decreto" esse o presidente da FFMS, Cesário, que há 22 anos comanda o futebol de nosso Estado , que está nessa situação deplorável e de dar pena atualmente. Cesário é o Eurico Miranda de MS!
 
MARCELLO MENDES em 17/01/2013 09:24:59
Enguanto tiver essas raposas velhas na federação, nunca o dinheiro vai dar, nunca vai melhorar nada. Pois se ja estão ai tanto tempo e nada melhorou, agora com dinheiro entrando que não vai melhorar......fora dinossauros.
 
marcio benites em 17/01/2013 08:36:13
Sr. Cezário, larga o osso!! Até o Ricardo Texeira ja saiu e vc ta aí, afundando mais ainda o futebol do nosso estado!
 
João Meth Atéo Talo em 17/01/2013 08:04:11
Interessante o incentivo, mas, duvido que a grana será aplicada corretamente, a julgar pelo que aconteceu na CBF, mensalinho às federação, presidencia vitalícia etc... o futebol de MS será sempre medíocre, não pela qualidade dos jogadores, mas pelos organizadores dos campeonatos...
 
Ronaldo Pissurno em 17/01/2013 07:13:31
Pergunta: Esse meio milhão é por mês? Senão for é pouco. Esse tal Cesário ainda é Presidente? Meu Deus, até quando? Tirem esse homem da Federação que assim a coisa não anda mesmo.
 
Jair de Oliveira em 16/01/2013 23:50:51
meu Caro Sidney: os grupos de escoteiros geralmente são ligados a Igrejas Evangélicas e de voluntariado não tem nada, vez que tentam arregimentar estes jovens às suas denominações religiosas. Isso é cretinice disfarçada de benemerência. Acorda Sidney.
 
LUIZ EUGENIO em 16/01/2013 23:37:54
Sem despesas praticamente de nada espero que os times da capital que vem, a um bom tempo perdendo espaço para o interior procurem si fortalecer principalmente o Novoperário e o Comercial para que por gentileza voltem ao cenário nacional onde o Operario foi muito bem sendo pioneiro do interior do Brasil a desbancar times muito fortes despertando nos jovens de agora a paixão que está guardada nos corações de torcedores que tiveram o privilégio de ver um Flamengo/São Paulo/Santos/Palmeiras /Vasco/Inter/Grêmio e outros times sentirem frio na barriga quando entraram no gramado do Morenão lotado.
 
nairton machado em 16/01/2013 21:58:17
O governo poderia investir esse dinheiro em outras áreas. Esse recurso vai pro ralo, pro bolso dos dirigentes, lamentavelmente...
 
Antonio Marques em 16/01/2013 21:28:54
Esse dinheiro poderia ser destinado aos Grupos Escoteiros do nosso estado que fazem um trabalho maravilhoso com crianças e adolescentes, com voluntarios dedicados e que acreditam na mudança de comportamento desses jovens através de um método próprio e que sobrevive através de pasteladas e feiras de roupas usadas. São mais de 14 Grupos em todo estado e mesmo assim ainda não possuem a sede da Regional Escoteira, ta na hora das autoridades acordarem e começar a fazer a coisa certa, não tenho duvidas que parte desse dinheiro vai tomar outro rumo e o nosso futebol vai continuar essa comédia de sempre.
 
sidnei garcia em 16/01/2013 18:43:39
o olho do Cezário tá até brilhando.....ah o nosso futebol....
 
Luciano Ribeiro em 16/01/2013 17:39:50
Só falta seriedade e mudanças nos comandos do nosso futebol. Saudade do tempo que ia ao Morenão ver grandes jogos, mas tudo muda né, entra interesse e interesseiros. Não consigo entender como não tiram esse dirigentes que estão há anos na Federação e essa Federação só se encolhe, tem algo errado ou não, ou eu que não entendo nada de futebol?Fica de olho Governador André Puccinelli, por favor, faça valer sua autoridade como nossa autoridade plena....está na hora de uma reforma total no nosso esporte em Mato Grosso do Sul. AQUI FICA MEU PROTESTO E MINHA ESPERANÇA...
 
Ana Maria de Medeiros Diniz em 16/01/2013 17:15:34
Espero que essa quantia, que não é módica, seja TODA aproveitada para alavancar o Campeonato Estadual, que há muito tempo deixou de ter o prestígio merecido.
O "vintenário" presidente da Federação afastou todos aqueles que gostavam de investir em futebol, deixando os clubes estaduais praticamente falidos.
Assim, como um gesto de grandeza, ele poderia nos fazer o favor de não mais disputar a presidência da entidade.
 
Rafael Silva de Almeida em 16/01/2013 17:05:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions