A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

09/05/2017 11:56

Na volta ao Palmeiras, Cuca diz que precisava de férias com a família

Paulo Nonato de Souza
Cuca, na volta ao Palmeiras, entre o presidente do clube, Maurício Galiotte, e a dona da empresa patrocinadora, Leila Pereira (Foto: Palmeiras/Divulgação)Cuca, na volta ao Palmeiras, entre o presidente do clube, Maurício Galiotte, e a dona da empresa patrocinadora, Leila Pereira (Foto: Palmeiras/Divulgação)

O técnico Cuca está de volta ao Palmeiras. Cinco meses depois de deixar o clube, em dezembro, logo depois de comandar o time na conquista do título do Campeonato Brasileiro de 2016, ele reassume o posto nesta terça-feira com desafios importantes como o Brasileirão de 2017, a Copa do Brasil, a Taça Libertadores da América, sem falar no Mundial de Clubes que só virá se antes for campeão da principal competição sul-americana.

É a segunda passagem de Cuca como técnico do Palmeiras. Anunciado na última sexta, ele está sendo apresentado, ou seria reapresentado (?), neste momento na Academia de Futebol. De cara ele terá de fazer correções na equipe que vinha oscilando muito na temporada sob o comando de Eduardo Baptista.

Ajustar a defesa é um dos problemas urgentes. Cuca deixou o Palmeiras com a defesa menos vazada da temporada de 2016 e agora reassume o time com 10 gols sofridos em cinco jogos. Para justificar a demissão de Eduardo Baptista, o presidente palestrino, Maurício Galiotte, disse que estava faltando evolução ao time.

A instabilidade da equipe é outro problema para Cuca. Em diversos jogos foi comum ver o Palmeiras ter um desempenho muito abaixo do esperado no primeiro tempo, melhorando apenas depois do intervalo. De positivo é a reação da equipe, que vem colecionando viradas e vitórias nos últimos minutos em 2017.

No seu retorno, nesta terça-feira, Cuca iniciou sua fala na entrevista coletiva explicando os motivos da sua saída, em dezembro, e o que disse foi como se ele tivesse a certeza do retorno depois de um breve descanso com a família.

"Eu saí no começo de dezembro, quando avisei que não iria ficar por motivos pessoais, familiares. Pretendia dar uma atenção maior e dei à família. Não determinei prazo específico de quando ficaria parado. Em teoria, cinco, seis meses, como acabou acontecendo”, comentou.

Cuca já começa a trabalhar na tarde de hoje no comando do Palmeiras. Sua reestreia será contra o Vasco da Gama, domingo, no Allianz Parque. Até lá serão apenas cinco dias de treinos.

Ainda neste mês de maio, o Palmeiras terá confrontos decisivos contra o Internacional pelas oitavas de final da Copa do Brasil, dias 17 no Allianz Parque e 31 no Beira-Rio em Porto Alegre), e o mais importante de todos, dia 24, contra o Atlético Tucumán, confronto que decidirá o futuro da equipe na Taça Libertadores.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions