A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/12/2014 16:35

Operário adota cautela sobre possível retorno à Série A após 4 anos

Michel Faustino
Dirigente diz que será preciso fazer uma força-tarefa para garantir time na competição. (Foto:Divulgação/O.F.C)Dirigente diz que será preciso fazer uma "força-tarefa" para garantir time na competição. (Foto:Divulgação/O.F.C)

A ordem no Operário é manter cautela e não criar expectativas quanto ao possível retorno à Série A. Com a desistência do Ubiratan Esporte Clube, de Dourados, anunciada nessa semana, há a possibilidade da equipe ocupar a vaga e voltar a primeira divisão, após quatro anos desde o rebaixamento em 2011.

De acordo com o presidente do Galo, Estevão Petrallas, a noticia da desistência do Ubiratan ainda está sendo tratada com muita cautela para não se criar falsas expectativas. Teoricamente, o Operário ganharia a vaga caso houvesse alguma desistência por ter terminado na terceira colocação do Estadual da Série B deste ano. O campeão Serc e o vice Corumbaense subiram.

“Essa notícia nos pegou de surpresa. Ficamos sabendo disso pela própria imprensa, mas por enquanto não vamos criar muitas expectativas, até porque existe um prazo para que eles decidam se vão abandonar mesmo ou não”, disse.

Conforme o arbitral realizado entre os representantes dos clubes que disputam à Série A e a diretoria da Federação no dia 1 de dezembro, às equipes têm até o próximo dia 15 para apresentarem os laudos dos estádios e definirem a participação no campeonato que começa no dia 31 de janeiro.

Segundo o dirigente, caso se confirme a desistência da equipe de Dourados e eventualmente a abertura da vaga uma “força-tarefa” terá que ser feita para colocar o Operário na Série A. Praticamente toda a equipe que disputou a Série B foi desfeita.

“Teremos que a partir de agora analisar com planejamento essa possibilidade. Temos que buscar parceiros e para isso teremos que contar com o auxilio da própria Federação para podermos viabilizar isso dentro do prazo.

Estávamos iniciando um planejamento para trabalharmos com a categoria de base e só pensando na Série B do próximo ano”, relatou.

De acordo com Petrallas, somente a vaga não garante que o clube irá participar da competição, a exemplo do próprio Ubiratan que alegou dificuldades financeiras.

“Vamos ter que encontrar condições financeiras para poder disputar a competição. Uma Série A não é igual a Série B. Teríamos um gasto maior. Na B ainda conseguimos levar com ajuda dos dirigentes e parceiros. Mas, nossa vontade é voltar a primeira divisão, que acreditou eu só irá crescer com a participação do Operário”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions