A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018

26/11/2018 09:28

Pai de Jean comemora novo título brasileiro do filho após ano difícil

Jean ganhou o segundo título brasileiro com o Palmeiras, depois de já ter levantado a taça com São Paulo e Fluminense

Leonardo Rocha
Jean foi considerado pela comissão técnica o 12° jogador da equipe alviverde (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)Jean foi considerado pela comissão técnica o 12° jogador da equipe alviverde (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Moisés Moreira, pai do jogador Jean do Palmeiras, comemorou sozinho em sua residência, em Campo Grande, o quarto título brasileiro do seu filho, que participou ontem (25) da partida que rendeu o 10° Campeonato Brasileiro ao alviverde paulista. Ele lembrou o ano difícil de Jean que ficou sete meses sem jogar, devido a uma contusão no joelho.

“Foi um ano de superação, ele machucou o joelho no ano passado, mas fez a cirurgia em janeiro, depois só voltou aos gramados em junho. É uma situação muito gratificante, porque vimos todo o seu sofrimento para estar em campo e ainda comemorar mais um título”, disse ao Campo Grande News.

Ele contou que a filho e esposa foram para ver o jogo, mas ele preferiu ficar aqui em Campo Grande para assistir a partida, que com a vitória do Palmeiras sobre o Vasco, por 1 a 0, levou o título de 2018. “O Jean novamente mostrou superação, sempre ajudando o time na condição de reserva, titular e entrando durante os jogos, fiquei em casa para dar sorte”.

Moisés conta que quando o Brasil foi campeão da Copa das Confederações e Jean estava vestindo a “canarinho” também assistiu de sua casa, já sendo um “amuleto da sorte”, em partidas decisivas. “Funcionou novamente. Com este novo título o Jean é um dos jogadores que mais venceu campeonatos nacionais no Brasil”.

Família de Jean reunida em Campo Grande no título do Palmeiras de 2016 (Foto: Arquivo Pessoal)Família de Jean reunida em Campo Grande no título do Palmeiras de 2016 (Foto: Arquivo Pessoal)

Referência – Ele fez questão de reconhecer que a carreira e títulos conquistados tornam Jean uma referência para o futebol brasileiro e de Campo Grande. “Ele é um exemplo para a garotada que está começando, sempre digo que nosso Estado é um celeiro de craques, pode revelar muitos jogadores, falta apenas as pessoas acreditarem”.

Jean começou com 5 anos na Escola Pelezinho, depois passou para o Colégio Dom Bosco, assim como times locais como o Comercial, quando seguiu para o São Paulo com 13 anos de idade. Com 32 anos, já conquistou brasileiros pelo São Paulo, Fluminense e Palmeiras, além do Superclássico das Américas (2012), Copa das Confederações (2013) pela Seleção Brasileira.

Neste ano, sob o comando de Luiz Felipe Scolari, Jean começou a jogar a partir de 6° de junho e foi considerado pelo elenco e comissão técnica o “12° jogador” da equipe, sempre entrando nos jogos para dar equilíbrio e experiência aos demais atletas. Por conta da cirurgia rara no joelho, chegou a pensar em parar de jogar, mas conseguiu se recuperar.

Na partida deste domingo (25) voltou a entrar no segundo tempo, desta vez no lugar de Willian, após o gol de Deyverson, para dar mais segurança ao meio-campo alviverde. No apito final pôde comemorar o título ao lado dos seus colegas. “Ele tem mais um jogo, depois vai sair de férias. Nós estamos esperando ele aqui em casa a partir do dia 20 (dezembro)”, disse Moisés.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions