A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/02/2011 16:17

Para MP, 9 estádios ainda precisam de laudos para sediar jogos em MS

Marcio Breda

O Ministério Público Estadual, responsável por liberar os estádios para jogos oficiais em Mato Grosso do Sul, prorrogou o prazo para que os administradores dos nove campos que ainda não apresentaram os laudos técnicos e de engenharia obrigatórios entreguem a documentação.

Os clubes que participam da Série A que tiveram documentação reprovada ou não apresentaram laudos completos terão até o dia 12 de março – abertura do Campeonato Sul-Mato-Grossense - para apresentarem a documentação que comprove as condições de uso pelos torcedores.

Na semana passada a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul informou que os estádios SERC (Chapadão do Sul) e Saraivão (Ivinhema) já estavam confirmados para a disputa do Estadual. Porém, segundo o Ministério Público, os administradores e os clubes ainda precisam apresentar documentos comprovando a conformidade dos locais.

Um dos mais modernos estádios de Mato Grosso do Sul, o Arthur Marinho (Corumbá) está com quase todos os laudos em vigência atualizados, faltando apenas alguns reparos exigidos pelo Ministério Público. O SERC e o Saraivão também passam por pequenas adequações.

Com isso, oficialmente, apenas 6 estádios em Mato Grosso do Sul podem receber jogos da Série A do Estadual: Morenão e Olho do Furacão (Campo Grande); Virotão (Naviraí); Chavinha (Itaporã); Aral Moreira (Ponta Porã) e Ninho da Águia (Rio Brilhante).

Já os estádios que poderão deixar seus times sem mando de jogo são Noroeste (Aquidauananense); André Borges (Coxim, sede do Rio Verde EC); Toca do Urso (Mundo Novo); Jacques da Luz (Campo Grande); Douradão (Dourados) e Loucão (Maracaju).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions