A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/07/2015 09:39

Para o bem do futebol, Blatter confirma renúncia e Fifa terá nova eleição

Paulo Nonato de Souza

Agora é fato concreto. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, vai mesmo deixar o cargo em 2016. Nesta segunda-feira, a entidade anunciou que a nova eleição presidencial será no dia 26 de fevereiro. Em entrevista coletiva, Blatter anunciou que a Fifa nomeará um grupo de 11 pessoas para reformular a entidade.

Logo após os escândalos com as prisões de sete dirigentes da Fifa em 27 de maio deste ano, incluindo o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, o suíço Joseph Blatter foi pressionado e anunciou sua renúncia. Quando a poeira baixou surgiram rumores de que havia desistindo de deixar o cargo, mas agora ao que tudo indica é oficial a sua saída com as novas eleições.

O 27 de maio de 2015 entrou para a história do futebol mundial. Não por um golaço de Messi, Neymar ou Cristiano Ronaldo. Sete dirigentes da Fifa - entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin - foram presos em um hotel cinco estrelas de Zurique, acusados de corrupção. Pouco sobrou da estrutura que mandava na bola no planeta, e os escândalos engordam a cada dia. Confira abaixo uma linha do tempo com os principais fatos do caso.

Blatter foi reeleito no Congresso da Fifa em 29 de maio, dois dias depois das prisões dos sete dirigentes ligados à entidade. Ele teve apenas a concorrência do príncipe jordaniano, Ali bin Al-Hussein, que obteve 73 votos e acabou desistindo de disputar o segundo turno. Desta vez, o francês Michel Platini, ex-jogador e atual presidente da UEFA, deve ser o principal nome a participar da disputa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions