A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/10/2010 16:48

Para Operário, calendário da FFMS inviabiliza clubes

Redação

Para Operário, calendário da FFMS inviabiliza times do Estado

O presidente do Operário, Tony Vieira, afirmou esta tarde que o calendário de campeonatos divulgado esta semana pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul inviabiliza financeiramente os times do Estado.

Para o diretor do Galo, a falta de continuidade das competições derruba qualquer chance dos times de Mato Grosso do Sul em conseguir patrocínio a longo prazo.

"A Federação organiza um campeonato estadual curto e depois fica o resto no ano todo sem nada. Os times param, os cronistas esportivos param. Tudo para. Como que os times podem fechar parcerias desse jeito?", questiona Tony Vieira.

Para o dirigente, como nenhum time de Mato Grosso do Sul disputa as competições principais do futebol brasileiro, não há necessidade do campeonato estadual ser disputado nos mesmos meses em que se disputam campeonatos maiores, como o Paulista, o Carioca e o Mineiro.

Disputa - Na semana, descontente com a escolha de Ponta Porã (distante 323 quilômetros da Capital) como palco da reunião entre dirigentes de ligas, de clubes e da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), a diretoria do Operário decidiu boicotar o encontro, onde foi definido o calendário 2011.

De acordo com o presidente do Operário, ao decidir realizar a reunião em Ponta Porã, a FFMS deixou de lado os clubes e dificulta a presença de dirigentes que não possuem condições de discutirem os projetos para o ano que vem.

"Em junho deste ano mandamos por ofício para a Federação uma sugestão de calendário e nos colocamos à disposição para discuti-lo. Quatro meses depois a eles organizam uma reunião em cima da hora em Ponta Porã. Isso mostra que a FFMS não está aberta a discutir nada além dos próprios interesses", afirmou Tony Vieira.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions