A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

15/12/2017 13:43

Presidente da CBF é afastado pela Fifa a pedido da Justiça americana

Paulo Nonato de Souza
Del Neto está impedido de se envolver com questões ligadas ao futebol por três meses, e punição pode se estender por mais 45 dias (Foto: CBF/Divulgação)Del Neto está impedido de se envolver com questões ligadas ao futebol por três meses, e punição pode se estender por mais 45 dias (Foto: CBF/Divulgação)

Se a Justiça brasileira é incompetente para prender e punir poderosos, qualquer que seja o crime cometido, por conta de comprometimentos históricos, então o resto do mundo cuida do Brasil.

É o caso da Justiça americana que mantém preso em Nova York o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, desde 27 de maio de 2015, e hoje o Comitê de Ética da Fifa, a pedido da Corte dos Estados Unidos, anunciou a suspensão do presidente atual da CBF, Marco Polo del Nero, por 90 dias.

Por três meses o dirigente ficará impedido de realizar qualquer atividade ligada ao futebol, e durante este período a CBF será comandada pelo vice Antônio Carlos Nunes de Lima, conhecido por Coronel Nunes, que já assumiu interinamente a presidência. A punição de Del Nero pode ser estendida por mais 45 dias, ele anunciou que irá recorrer ao Comitê de Apelação da Fifa.

Del Nero é acusado pelos promotores do Caso Fifa, nos Estados Unidos, de ter recebido US$ 6,5 milhões (R$ 21,5 milhões na cotação atual) em propinas para beneficiar empresas de marketing esportivo, e José Maria Marín é alvo das mesmas acusações.

Marco Polo del Nero tinha planos de convocar uma nova eleição para abril de 2018, para tentar mais uma mandato até 2023, quando poderia buscar uma nova reeleição, até 2027. Seu mandato atual terminaria em abril de 2019.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions