A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/04/2016 20:30

Sete elimina o Operário, faz história e está na final do Estadual

Nyelder Rodrigues
Público compareceu ao estádio para apoiar o único time de Dourados em atividade (Foto: Eliel Oliveira)Público compareceu ao estádio para apoiar o único time de Dourados em atividade (Foto: Eliel Oliveira)

O Sete de Dourados empatou em 0 a 0 o duelo contra o Operário na noite deste domingo (24), válido pelo jogo de volta da semifinal do Estadual 2016, e garantiu a vaga inédita na final da competição, contra o Comercial, nos dois próximos domingos (1 e 8 de maio).

A partida foi realizada diante de 6 mil torcedores no estádio Douradão, em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande. O Sete, por ter melhor campanha que o Operário somando todas as fases, tinha a vantagem de empate nos confrontos.

E foi com dois empates sem gols que o time comandado por Chiquinho Lima conseguiu chegar à sua primeira final da Série A do Estadual. O clube, existente desde 1994, se profissionalizou em 2005. Curiosamente, Chiquinho foi quem comandou o Operário na campanha que resultou no vice-campeonato na Série B de 2015 e no acesso à Série A deste ano.

Em um jogo muito pegado e com várias chances criadas, o Galo ficou com um a menos após o volante Marcelo ser expulso aos dois minutos de jogo, em falta cometida na entrada da grande área. Na cobrança, o goleiro França impediu o gol. Mais tarde, perto do fim do jogo, uma confusão em campo terminou mais expulsões.

Após o entrevero, os atletas Eduardo Arroz e Fagner, do Sete, e Caique e Anderson Paulista, do Operário, foram mais cedo para o chuveiro. O treinador de goleiros Ricardo Gral, irmão do destaque do time, Rodrigo Gral, também foi expulso. O treinador Celso Teixeira, no reinício da etapa final, também foi expulso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions