A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/01/2011 14:05

Tainha pendura chuteiras e começa carreira de auxiliar técnico no Comercial

Marcio Breda
 Tainha pendura chuteiras e começa carreira de auxiliar técnico no Comercial

Tainha pendura chuteiras e começa carreira de auxiliar técnico no Comercial

Um dos principais artilheiros do futebol de Mato Grosso do Sul e ídolo do Comercial, o atacante Anderson Souza Gomes, o Tainha, de 37 anos, decidiu pendurar as chuteiras e inicia este ano carreira como auxiliar técnico do treinador Amarildo Carvalho.

Artilheiro dos campeonatos estaduais de 1996 (8 gols) e 2001 (com 17 gols marcados), o atacante marcou história pelo Comercial. O artilheiro já vestiu a camisa do Colorado 200 vezes e esteve presente na conquista dos Estaduais de 2001 e 2010, além de ter atuado em três Copas do Brasil pela equipe (99, 2001 e 2002).

Tainha também defendeu os rivais Operário e o Cene e fez a alegria das torcidas dos paranaenses Apuracana, Umuarama, Roma e Operário de Ponta Grossa e do Bella Vista, do Paraguai.

Ronaldo do Comercial - Em 2009, quando o Comercial jogava seu segundo Campeonato Estadual após ficar 2 anos fora das competições oficiais, o time amargava ao lado do Operário as últimas colocações na tabela e a chance real de ser rebaixado para a Série B.

Somente uma goleada na última rodada do campeonato poderia salvar o time. No Morenão, o Comercial receberia o Aquidauanense, 3º colocado na tabela. Com dois gols de Tainha (ambos aos 45 minutos de cada tempo de jogo) o Colorado fez 6 a 0 no time de Aquidauana e conseguiu fugir da degola.

O Comercial acabou com o mesmo número de pontos do Maracaju (7), que acabou rebaixado por ter saldo de gols menor. Na época, o presidente do Comercial, Carlos Alberto Assis, disse que Tainha era um artilheiro que melhorava com o passar do tempo. “Ele é o Ronaldo do Comercial”, destacou o dirigente.

Tainha também foi notícia em 2010 por ter sofrido uma convulsão após um jogo do Comercial contra o MS Saad, pelo Estadual. O atacante disputou uma bola com o zagueiro Samuel quando levou a pancada e desmaiou. O jogador foi atendido em campo por socorristas que estavam no local e tentou voltar ao jogo quando sofreu a convulsão. Após a crise, foi encaminhado ao Hospital Universitário, onde passou por exames médicos e foi liberado.

Após o incidente, Tainha continuou a treinar e jogar pelo Colorado, entrando geralmente no decorrer das partidas até a final do Estadual, quando entrou em campo no segundo tempo com a camisa comemorativa de número 200 e mostrou vontade.

Novo começo - Além de atuar como auxiliar técnico, Tainha será o responsável pelas categorias de base do time e irá dirigir o elenco misto que fará amistosos pelo interior do Estado.

"Não é fácil abandonar o futebol. Já estava em um outro emprego quando recebi o convite do Carlos Alberto Assis e do Amarildo para ser auxiliar. Foi uma emoção grande. Não consigo ficar longe do time e será uma oportunidade boa de começar uma nova carreira no esporte", revelou Tainha.

A despedida de Tainha das quatro linhas irá acontecer em um dos quatro amistosos que o Comercial fará em preparação para a Copa do Brasil. O adversário ainda não foi divulgado, mas, segundo a diretoria, o jogo será uma festa especial para o artilheiro e para o time.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions