A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/03/2009 11:08

Tênis Clube é o novo centro de treinamento do Operário

Redação

Em meio a uma crise financeira, brigas com a torcida, demissões sem previsão de pagamento e até mesmo ameaça de greve de jogadores e de deixar o Campeonato Estadual, o Operário Futebol Clube estréia hoje em um novo centro de treinamento, improvisado no Tênis Clube.

O diretor de comunicação da equipe, Paulo Melo Neto, disse que o contrato com o Tênis só foi possível devido a um investimento de patrocinadores de São Paulo que, por enquanto, preferem "não se revelar", garante. "Nós pagamos adiantado R$ 2 mil por este mês e vai continuar sendo desta forma", explica.

O novo técnico, Vavilson Santos, que já atuou por quatro anos na Coréia do Sul, disse que o novo local é perfeito para se treinar um time profissional. "Aqui temos um ambiente fechado onde podemos treinar duas vezes por dia. Temos campo, sala de musculação, sauna, piscina e alojamento", comenta, ressaltando que, para quebrar a seqüência de derrotas, os jogadores também têm de se dedicar mais ao time.

Para permanecer no Campeonato Estadual o Operário tem de ganhar todos os sete jogos que tem pela frente, isso somente para ficar em quinto lugar, o suficiente para não ser rebaixado. Até agora, o Galo jogou nove partidas, perdeu sete, empatou uma e venceu outra.

Nilson Santos, volante do time desde 2007, disse que toda essa situação vivida nos últimos dias "sobrecarrega os jogadores em campo", mas que o novo espaço para treinamento é um alívio em meio a tantos problemas.

"Aqui temos uma estrutura similar a dos grandes times do País, e isso vai ajudar nos jogos que temos pela frente. Continuar no Campeonato sem perder vai ser difícil, mas não é impossível", comenta confiante.

O Elenco - O Operário vai ter de dispensar nove pessoas do time, mas sem previsão de pagamento dos salários. Serão demitidos sete jogadores, um massagista e um auxiliar. "Vamos pagar a passagem de todos para que voltem para suas cidades. Quanto aos salários, isso ainda vai ser visto por toda a diretoria para sabermos quando poderemos pagar", disse, lembrando que os salários de todos os jogadores estão atrasados.

Para manter o elenco e continuar com opções no banco, o time deve contratar de oito a dez novos jogadores. "Precisamos ter uma equipe com trinta atletas para participar de um campeonato com competitividade", comenta Neto.

De fora

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions