A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/10/2009 16:38

Torcedor aposta na carona e táxi para chegar ao Morenão

Redação

Com o veto da Fifa (Federação Internacional de Futebol) ao estacionamento com 2,7 mil vagas do Morenão, a maioria dos torcedores apelou para a carona e serviços como táxi e mototáxi para chegar ao estádio, onde o Brasil enfrenta a Venezuela.

"Vim de carona e não paguei estacionamento", conta Douglas Aleff. Já o publicitário Fernando Passos, que veio de São Paulo para ver a seleção, optou pelo táxi. "Cheguei sem problemas".

O pecuarista Cláudio Henrique conta que pagou R$ 5 para estacionar o carro. "Paguei R$ 5 e andei dez quarteirões".

O vendedor Kely Sampaio aproveitou que a namorada mora nas imediações do estádio e deixou o veículo em sua residência. "Deixei o carro na casa dela e vim tranquilamente para cá". "Parei a 200 metros do estádio e entrei sem problemas", conta o empresário Leonardo Dutra.

O jogo começa às 18h e marca a despedida da seleção das Eliminatórias da Copa do Mundo. Classificada para o mundial 2010 com três rodadas de antecedência, o Brasil pode terminar a competição em primeiro lugar.

Foram colocados 22 mil ingressos à venda, mas somado ao público não pagante, o jogo dever ser acompanhado por 29 mil pessoas.

Ronaldinho - Com peruca e dentes postiços, o pernambucano Flávio Roberto, ou melhor Flávio Ronaldinho, nome alusivo a suas performances como Ronaldinho Gaúcho, foi atração para os torcedores que chegavam ao Morenão nesta quarta-feira.

Enquanto Kaká, Luiz Fabiano e companhia não entravam em campo, a atuação do cover de Ronaldinho Gaúcho era alvo das máquinas fotográficas do público. Flávio conta que acompanhou a seleção em Recife e Salvador e já tem lugar certo na Copa do Mundo 2010, que será disputada na África do Sul.

Contratado pelos patrocinadores da seleção, Flávio Ronaldinho faz performances em câmera lenta. Ele conta que o trabalho lhe tornou conhecido e já o levou cinco vezes ao programa do Faustão. "Há 11 anos faço essas performances de futebol em câmera lenta. Mas, em 2006, comecei a fazer o Ronaldinho".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions