A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

02/05/2018 12:58

Vice-campeã sul-americana busca patrocínio para disputar Brasileiro

Débora Santos concilia as atividades de lutadora com as de empregada doméstica e não tem condições de bancar despesas

Gabriel Neris
Débora exibe cinturões e medalhas obtidas em competições disputadas recentemente (Foto: Paulo Francis)Débora exibe cinturões e medalhas obtidas em competições disputadas recentemente (Foto: Paulo Francis)

Débora Santos, de 32 anos, busca patrocínio para que possa disputar o Campeonato Brasileiro de Kickboxing, marcado para acontecer entre 31 de maio e 3 de junho em Maringá (PR). Vice-campeã sul-americana da modalidade, a mulher concilia a carreira de atleta com a função de empregada doméstica.

A jornada dupla não é suficiente para bancar os gastos da viagem, como alimentação. “Esse Brasileiro é uma oportunidade de levar o nome do Estado”, diz a mulher. O campeão garantirá vaga no Pan-Americano, previsto para ocorrer ainda neste ano no México. “Esse é meu foco”.

Débora tem dois filhos, de 9 e 14 anos, e diz que não tem condições de tirar do salário para poder competir. A atleta conta com a ajuda de quem lhe acompanha na academia Dragão Branco, no Jardim Aero Rancho – região sul da Capital –, o professor Erasmo Aranda e o mestre Joemerson Souza Leite.

Ela conta que até rifa já foi feita pelo mestre para que pudesse competir em outras oportunidades, além de contar com a ajuda de outros colegas.

Débora treina todos os dias na preparação para os futuros torneios (Foto: Paulo Francis)Débora treina todos os dias na preparação para os futuros torneios (Foto: Paulo Francis)

Débora diz que começou na modalidade há apenas três anos por questão de saúde. Com 1,50m e pesando 94 kg, entrou no esporte para diminuir seu peso, quando percebeu que também gostaria de competir. “Me apaixonei”, diz. “Fui aos eventos quando comecei a praticar. Falei com o professor que queria lutar, tinha a adrenalina de estar lá, de dar o melhor, de levar o nome da cidade”.

Atingiu os 52 kg, peso que luta até hoje, disputou e chegou ao segundo lugar do Sul-Americano da modalidade em Londrina (PR) no ano passado e conquistou uma vaga para o Mundial, porém um acidente de motocicleta a tirou da competição.

Neste ano participou das etapas do Estadual realizadas em Campo Grande, Três lagoas e Dourados. Recentemente foi campeã de outra competição e ganhou o cinturão em Eldorado – a 447 km da Capital.

Interessados em ajudar Débora Santos podem procurá-la na Academia Dragão Branco, localizada na avenida Ezequiel Ferreira Lima, 540, Aero Rancho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions