A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/04/2014 06:00

André diz que é o menos rejeitado

Edivaldo Bitencourt

Rejeição - O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que poderia participar da eleição, já que em pesquisas internas sua rejeição era pequena e estava a frente do oponentes. "Não foi por esta razão que decidi ficar no governo". André explicou que quer terminar os projetos que iniciou até o final do seu mandato.

Opinião - André também ressaltou que em sua carreira política sempre levou em conta a opinião das pessoas, antes de tomar uma decisão, e que sua permanência no governo passa por esta questão. "Sempre fiz esta avaliação, e procuro me informar por mais de dois institutos de pesquisa, para ter mais segurança", garantiu.

Facebook - O governador afirmou que resolveu escolher o facebook para divulgar sua permanência no governo, para que todos os jornais, TVs e sites ficassem sabendo juntos da sua decisão e assim não privilegiar ninguém. "Todos ficaram sabendo no mesmo horário", comentou.

Apoio - Puccinelli garantiu que apesar de não ser candidato, vai dedicar apoio integral aos pré-candidatos do PMDB, Nelsinho Trad e Simone Tebet. "Eles terão todo meu apoio e dedicação, são dois ótimos nomes", prometeu.

Má notícia – O coronel José Ivan de Almeida teve uma má notícia ontem. A condenação, em primeira instância, pode lhe tirar da disputa e acabar com o sonho de voltar a Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. Ele foi condenado a ficar inelegível por cinco anos.

Posse – O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), decidiu prestigiar, ontem, a posse do novo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Néfi Cordeiro. A primeira-dama Andréia Olarte também acompanhou a solenidade.

Boa vizinhança – Além de manter a política de boa vizinhança, Olarte faz um afago ao STJ. O órgão vai julgar ainda pedido de Alcides Bernal (PP) para cancelar a cassação do mandato pela Câmara Municipal.

Troca – O Governo do Estado conclui hoje a troca no primeiro escalão por causa das eleições. Estão confirmadas as exonerações de Carlos Marun (Habitação) e Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Produção). Os outros já foram exonerados ou substituídos.

Sem tempo – Agora que deixou a prefeitura da Capital, Alcides Bernal continua sem tempo para postar mensagens no Facebook. Quando estava na prefeitura, ele divulgava as atividades e fazia comentários praticamente todos os dias.

Interferência – A reitora da UFMS, Célia Maria Oliveira, tenta interferir na eleição da Associação dos Docentes da instituição. Ela causou a revolta da oposição e situação ao “montar” uma terceira chapa para disputar o comando da Adufms.

(colaborou Leonardo Rocha)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions