A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/11/2014 06:00

Após ficar em quarto na eleição, empresário sonha com prefeitura

Edivaldo Bitencourt

Prefeitura – O empresário, presidente regional do PSD e dono do Correio do Estado, Antônio João Hugo Rodrigues, estuda a hipótese de ser candidato a prefeito de Campo Grande em 2016. Ele fez a “revelação”, ontem, em postagem no Facebook.

Sonho – Ser prefeito de Campo Grande é um sonho antigo de Antônio João. Candidato ao Senado na última eleição, na sua primeira experiência nas urnas, ele ficou em quarto lugar no Estado, atrás de Simone Tebet (PMDB), de Ricardo Ayache (PT) e Alcides Bernal (PP).

Poderosos – A defesa dos principais envolvidos na Operação Xeque-Mate, como ficou conhecido o escândalo da máfia do jogo do bicho em 2007, é feita por ex-presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil. Fazem parte da lista: Carlos Marques, Vladimir Rossi e Elenice Carille.

A disposição - Apesar do seu colega de partido, Márcio Fernandes, engrossar o bloco do PMDB que apoia Junior Mochi para a presidência da Assembléia Legislativa, Mara Caseiro (PT do B) diz estar preparada para ocupar o cargo e que considera “muito interessante” ter uma mulher no comando do poder.

Apoio - A deputada federal eleita, Tereza Cristina (PSB), afirmou que Reinaldo Azambuja (PSDB) terá pleno apoio da bancada federal de Mato Grosso do Sul. Ela diz que os deputados trabalham para o Estado. Na Assembleia a situação será parecida, já que o tucano poderá ter 18 integrantes na sua base de apoio, ficando apenas o PT e o PR na oposição. O PR, no entanto, por sua "afinidade" com o poder dificilmente fica do lado oposto.

Espera – O governador André Puccinelli (PMDB) disse que ainda espera até o final do ano mais recursos da "tia Dilma" para Mato Grosso do Sul. Ele voltou a elogiar o apoio da presidente ao Estado, agradecendo todos os investimentos federais, ainda aproveitou para dar um conselho aos novos gestores. "Se espelhem em programas bons, que deram certo, assim como a palavra principal de um governo é produtividade".

Aqui não – A primeira-dama Andréia Olarte não gostou de ser cobrada por um músico no Facebook. Marlon Maciel pediu ajuda para receber por dois shows realizados para a prefeitura. Toda gentil, ela pediu para o artista procurar seus direitos e não escrever mais sobre o assunto na sua página pessoal.

Tem peixe – O governador André Puccinelli não gostou da denúncia de que não existe peixe para colocar no Aquário do Pantanal, em construção no Parque das Nações Indígenas. Nesta terça-feira, uma equipe vai mostrar os bichos recolhidos para a exposição em rios sul-mato-grossense.

Jurídico – Após a derrota na Câmara Municipal, a base aliada de Gilmar Olarte (PP) busca uma saída jurídica para reverter a rejeição ao projeto que previa doação de área e concessão de incentivos para CCR MS Via. Como os aliados, insatisfeitos, deixaram a sessão, a oposição impôs derrota ao chefe do Executivo.

Desistência – Já a doação da área para a Cidade do Ônibus vai ficar para 2015. Aliados avaliam que não há como reverter a rejeição do legislativo ao projeto ainda neste ano. A proposta, que prevê investimento de R$ 50 milhões, causa polêmica desde 2011, quando a Câmara vetou doação de área no Bairro Rita Vieira.

(colaboraram Paulo Fernandes, Kleber Clajus, Marta Ferreira e Leonardo Rocha)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions