A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


17/11/2015 06:00

Assessor acha que máfia abre buraco para prejudicar Bernal

Edivaldo Bitencourt

Os buracos e a máfia – Assessores do prefeito Alcides Bernal (PP) arrumaram uma teoria da conspiração para explicar os buracos nas ruas e avenidas de Campo Grande. Em postagem no Facebook, um assessor chega a ver a “máfia” abrindo buracos na madrugada para prejudicar o atual chefe de Executivo.

A teoria – O assessor contou que observou, no caminho de volta para casa, que não havia nenhum problema na via. No entanto, na manhã seguinte, ele contou dois buracos. “Cheguei a conclusão que tem sabotagem em relação a tantos buracos em nossa cidade, isso pode ser coisas da máfia que insiste em prejudicar a ADM. Do prefeito Alcides Bernal”, diz.

Atraso – Bernal só retomou a operação tapa-buracos 70 dias após reassumir a prefeitura. Ele manteve os contratos firmados na gestão de Nelsinho Trad. Não excluiu nem as empresas envolvidas no escândalo de buracos fantasma.

Candidatos – A confirmação de que o deputado federal Zeca do PT vai disputar a prefeitura em 2016 pode mudar o cenário. O PMDB pode lançar o ex-governador André Puccinelli (PMDB), reeditando o confronto de 1996, quando o peemedebista venceu o petista por 411 votos.

Discurso – Até Bernal mudou o discurso após o lançamento da pré-candidatura do petista. Ele passou o fim de semana bombardeando e desafiando o ex-governador. Para Bernal, o PT, que já não tinha cargos na administração, passou a ser inimigo a ser batido. E assessores engrossaram a guerra nas redes sociais.

Lembrado – O ex-prefeito Nelsinho Trad, que comando o PTB, é outro experiente que pode voltar a disputar a prefeitura da Capital. Ele até concedeu entrevistas para destacar que deixou um legado de obras de infraestrutura e de qualidade de vida para a Cidade Morena.

Anúncio – A Prefeitura de Campo Grande deve anunciar hoje o novo aumento na tarifa do transporte coletivo. As empresas pediram reajuste de R$ 3 para R$ 3,50. Bernal deve oficializar a tarifa de R$ 3,30, o que representa a reposição da inflação nos últimos 12 meses.

Tensão – As investigações da Força Tarefa do Ministério Público Estadual criaram um clima de tensão permanente entre os envolvidos na Operação Lama Asfáltica. Como todo o processo tramita em sigilo e toda hora tem pedido novo, o temor é que, a qualquer hora, a Justiça decrete novas prisões.

Aqui – Os advogados de defesa compareceram em peso, ontem, ao MPE para mostrar a boa vontade dos investigados em colaborar com o processo e evitar novas prisões. O ex-deputado Beto Mariano chegou a ir pessoalmente para prestar depoimento. No entanto, ele não foi atendido e o depoimento foi marcado para hoje à tarde.

Esclarecimento - O juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, presidente da Associação dos Magistrados, explicou que o titular da 1ª Vara Criminal, Roberto Ferreira Filho, não declinou da competência para analisar os pedidos de prisões de nove envolvidos na Operação Lama Asfáltica. Ele só pediu a redistribuição para cumprir portaria do Tribunal de Justiça, que definiu quais as varas têm atribuição de julgar as ações envolvendo o crime organizado.

 

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions