A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/06/2014 06:00

Astros de Hollywood em Bonito

Edivaldo Bitencourt

Hollywood – O ator Harrison Ford é um dos turistas que vai aproveitar a Copa do Mundo para visitar Bonito, um dos principais pontos turísticos de Mato Grosso do Sul. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, ele e comitiva vão conhecer as belezas de Bonito entre uma partida e outra dos Estados Unidos no Brasil.

Prazo – Amanhã acaba o prazo para quem for disputar as eleições deste ano e ocupa cargo em instituições e entidades. Um dos que devem seguir a recomendação é o presidente da Cassems, Ricardo Ayache, que sai para ser o candidato a senador na chapa do PT.

Chapa pura – Com a decisão de Ayache, PT e PMDB vão com chapa pura nos principais cargos majoritários. A chapa do PMDB terá Nelson Trad Filho candidato a governador e Simone Tebet, no Senado. O PT terá um “puro sangue” na cabeça de chapa com Delcídio do Amaral.

Rachado – O PMDB vai rachar em Mato Grosso do Sul sobre a disputa presidencial. O governador André Puccinelli (PMDB) reafirmou que votará em Dilma Rousseff (PT). No entanto, ele admite que a maior parte do partido no Estado vai pedir votos para Eduardo Campos, o candidato da oposição pelo PSB.

Irregularidades – A presidente da Fundac, Juliana Zorzo, apresentou uma lista de irregularidades cometidas pelo antecessor, Júlio Cabral, no órgão. Houve superfaturamento, empresa irregular, beneficiamento de parentes e sumiço de dinheiro.

Calote – Os mais prejudicados com as “ações” de Cabral foram os artistas e músicos. Eles tiveram um calote de R$ 140 mil. Como os contratos e comprovantes da prestação de serviço sumiram, a Prefeitura não tem pagá-los. Uma das saídas é o grupo recorrer à Justiça para receber pelo serviço.

Jeitinho – A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) sugeriu uma “saída a Macunaíma” para a solução do problema. Aliada de Alcides Bernal (PP), o responsável pelos “erros”, ela pediu para a Prefeitura ignorar o passado e acertar o cachê com a classe artística. “A Fundac deve assumir politicamente para não dar calote”, sugeriu.

De jeito nenhum – A presidente da Fundac, Juliana Zorzo, descartou o jeitinho brasileiro. Ela frisou que o município tem dinheiro, mas não pode pagar de forma irregular. A dirigente estuda um meio legal, junto com a Procuradoria Jurídica do Município, para acertar os erros do passado e evitar o calote nos artistas.

Agitada – A política sul-mato-grossense vai ter dias agitados a partir desta semana com a chegada dos presidenciáveis. Eduardo Campos (PSB) desembarca quinta-feira (4). Aécio Neves (PSDB) chega no dia seguinte. Dilma Rousseff (PT) está cotada para vir ao Estado na terça-feira (10).

Corregedor – O Ministério Público Estadual faz eleição para escolher o novo corregedor-geral. O atual, Mauri Valentim Riciotti, e Hudson Shiguer Kinashi, disputam o cargo. A votação será no dia 11 deste mês.

(colaborou Kleber Clajus)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions