A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/12/2015 06:00

Bernal admite reeleição e sonha com vice do PSDB

Edivaldo Bitencourt

Na arena – O deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) assistiu à final da Copa do Brasil, vencida pelo Palmeiras, em São Paulo. Ele voltou a tempo da sessão, ontem, e contou que enviou fotos pelo whatsapp para tirar uma onda dos amigos santistas, como o ex-governador André Puccinelli (PMDB).

Quase só – O prefeito Alcides Bernal (PP) promoveu um ato praticamente sem nenhum político de expressão na noite de quarta-feira. Dos 29 vereadores, só Derly dos Reis de Oliveira, o Cazuza (PP), compareceu. Nem a fiel defensora, Luiza Ribeiro (PPS), foi vista no evento.

Sem prestígio – A “solenidade” de Bernal não teve representante da Assembleia Legislativa nem do Governo do Estado. O anúncio do 13º em duas parcelas, sendo a última em 15 de janeiro, só foi prestigiado pelos ocupantes de cargos comissionados da prefeitura.

Mágoa – Bernal manteve a ofensiva contra o antecessor, Gilmar Olarte (PP). Ele passou todo o evento se referindo ao prefeito afastado como “impostor”. E, como não teve obra para apresentar em 90 dias, passou o evento responsabilizando Olarte pelos problemas nos primeiros três meses no cargo.

Absurdo – O prefeito destacou, na quarta-feira à noite, que faz questão de pagar “preço de mercado” pelos produtos e serviços adquiridos pelo município. “Não pago nem menos, nem mais”, destacou, apesar da prefeitura ser um grande comprador. E até contou, como se fosse algo positivo, que fez questão de elevar o preço de um produto porque estava muito abaixo do mercado.

Sonho meu – Bernal mudou de discurso e admitiu, pela primeira vez, que pode disputar a reeleição. Ele e o secretário municipal de Governo, Paulo Pedra, apresentaram a chapa dos sonhos: Bernal na cabeça e um tucano de vice. Apesar do PSDB ter pré-candidatos a prefeito, ele sonha em ter o apoio do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2016.

Cotados – O PSDB tem três nomes para disputar a sucessão municipal: os secretários de Administração, Carlos Alberto Assis, de Governo, Eduardo Riedel, e de Assistência Social, Rose Modesto. Além deles, o apoio de Reinaldo ainda é cortejado por integrantes de outros partidos.

Contra – O prefeito da Capital, Alcides Bernal, criticou a abertura do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff (PT). Ele destacou que o País pode sair perdendo com o processo. Por outro lado, elogiou o papel desempenhado pela Polícia Federal e Ministério Público.

Finalmente – Após 100 dias de investigação, o Gaeco conclui, nesta sexta-feira, a investigação sobre a suposta compra de votos para cassar o mandato de Bernal em 2014. A ação na Justiça será apresentada pelo procurador-geral de Justiça, Humberto Brites.

Tranquilos – Os vereadores, que correm risco de serem denunciados, informaram que estão tranqüilos sobre a conclusão da investigação. No entanto, ao saber que o número de denunciados pode chegar a 18, parlamentar da oposição levou, literalmente, um grande susto.

(colaboraram Thiago de Souza, Leonardo Rocha e Michel Faustino)

Já tem gente curtindo a folga de fim de ano
Fim de expediente - Enquanto o recesso parlamentar terá início no próximo fim de semana, quando algumas prefeituras também suspendem as atividades pa...
A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions