A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


29/10/2015 06:00

Bilhete com mensagem um milhão de motivos e o Gaeco

Edivaldo Bitencourt

Reviravolta – Bilhetes com a mesma mensagem – de que havia “um milhão de motivos” – foram colocados nos bolsos de pelo menos dois vereadores durante a negociação para votar a cassação do prefeito Alcides Bernal (PP). A novidade é que as mensagens eram para votar contra a cassação.

Tensão – O temor do autor da mensagem, que passou a ser cabeça coroada no município, é de que os bilhetes vão parar no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). A nova linha de investigação pode causar reviravolta na Operação Coffee Break.

Celulares – O Gaeco “ganhou” três telefones celulares para realizar perícia. Apesar de não ser obrigatório, os vereadores Carla Stephanini e Vanderlei Cabeludo, do PMDB, e Juliana Zorzo, entregaram os aparelhos notificação do grupo. Outros 13 não acataram a recomendação, que não tem caráter judicial nem obrigatório.

Geografia – Os assessores do Palácio do Planalto precisam de uma aula extra de geografia. No portal do órgão, a visita da presidente Dilma Rousseff (PT), vai ocorrer em Três Lagoas, Mato Grosso. O avião presidencial só não vai errar o Estado porque não há nenhum município do mato-grossense homônimo.

Sonho do Bernal – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), define, na próxima terça-feira, o índice do reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O percentual será o ideal para equilibrar as finanças do município.

Dificuldade – No entanto, os vereadores devem repetir a estratégia adotada nas negociações com Bernal. Em 2012, eles congelaram o tributo do ano seguinte, o primeiro da gestão progressista. Em seguida, só autorizaram a reposição da inflação. E neste ano, permitiram correção de 12%, apesar de Gilmar Olarte ter proposto mais de 20%.

Garantido - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que já esta fechando as equações para disponibilizar o 13º salário aos servidores. Apesar da crise, ele não deverá parcelar o abono natalino dos 65 mil funcionários públicos estaduais.

Feriadão - O secretário de Administração, Carlos Alberto Assis, revelou que o governo vai depositar o salário dos servidores referente a novembro ainda no sábado, 30 de outubro. Ele destacou que os funcionários terão um motivo extra para ficar feliz no feriado.

Entra governo, sai governo – Valdir Gomes é um funcionário exemplar que sobrevive a todos os governos. Ele ocupou cargos de confiança nas administrações de Nelsinho Trad, Gilmar Olarte e Alcides Bernal. Leva ao pé da letra a frase, tem governo, sou governo.

IPVA – Outro tributo importante ainda não teve o índice de correção definido para 2016. O governador Reinaldo Azambuja estuda ainda se vai adotar a tradicional redução de 50% na alíquota do IPVA. Se ele não reduzir, o valor do tributo pode dobrar em relação ao pago neste ano.

(colaboraram Priscila Peres e Leonardo Rocha)

PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...
Quórum é motivo de "gracinha" na Assembleia
Presentes! Depois de três episódios neste ano de falta de quórum para votar projetos, o tema virou até motivo de puxada de orelha em tom de brincadei...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions