A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/07/2018 06:00

Boulos quer freio a fake news, "sem censura"

Marta Ferreira

Tem que investigar - O pré-candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, disse ontem em sua visita a Campo Grande que deveria ser criada uma "CPI dos Fakes News" no Congresso. Para ele, existe uma indústria das notícias falsas, que será usada na campanha. Ele disse que já entrou com quatro processos por calúnias que sofreu na pré-campanha. "Tem que descobrir quem está financiando estas ações, pois não são isoladas e sim organizadas".

Mas... - Boulos, entretanto, disse que a Justiça Eleitoral precisa separar os casos de "fake news" e as críticas que os candidatos vão receber ao longo da campanha. "Nem tudo é notícia falsa, para se proteger tem políticos que colocam tudo no mesmo bolo. O debate eleitoral precisa existir, até para não se ter censura, o que deve ser coibido são calúnias sem fundamento".

Poder econômico - Para Guilherme Boulos a campanha mais curta de 45 dias, com menos tempo de televisão contribui para quem tem mais recursos para investir ou já está consolidado na carreira política, prejudicando as novas lideranças. "Sem tempo para aparecer e com campanha curta, bloqueia-se a renovação. Já o financiamento vai continuar sendo feito, só que ao invés de empresas, será pessoas físicas".

Popular - Durante visita à obra da rotatória da Gury Marques, na tarde de ontem, o prefeito Marquinhos Trad (PSD), ouviu muitas buzinas e saudações de apoio de motoristas e pedestres. Indagado, disse que vê com pé no chão as manifestações.

Reflexão – O prefeito citou André Puccinelli, preso desde a semana passada, ao desenvolver o raciocínio sobre o tema. “É importante ver que o povo aprova, mas tudo passa, é cíclico. Já foi André Puccinelli recebendo buzinas e aplausos quando era prefeito", comentou.

Literatura - Advogado, Marquinhos também recorreu a literatura para defender que se deve ficar deslumbrado. "A mão que afaga, é a mesma que te apedreja”, disse, citando o simbolismo do poeta Augusto dos Anjos.

Reforço - Foi sair a decisão que negou a liberdade a André Pucinelli, que o movimento em frente ao Centro de Triagem, onde ele está preso, ampliou-se. Assessores e defensores levaram, por exemplo, mais travesseiros para atender o ex-governador, que fez 70 anos no dia 2 de julho.

Aposta- De longe, o ministro Eliseu Padilha, comporta-se como os petistas que insistem em Lula candidato, apesar da prisão. Em entrevista à imprensa nacional, disse que, mesmo atrás das grades, Puccinelli continua com chances de eleger-se.

Time fechado – A campanha, oficialmente, só pode começar em 15 de agosto, mas as turmas que vão assessorar os candidatos ao governo em Mato Grosso do Sul já estão praticamente definidas. Como é de costume, profissionais trocam seus postos fixos pela remuneração mais gorda da política. Já foi melhor, mas ainda compensa, testemunha à coluna profissional da publicidade que fez a troca.

Indefinido–  Na equipe de campanha que cerca André Puccinelli, que estava certa de sua liberação e de sua continuidade como candidato da legenda na disputa pelo comando do Parque dos Poderes, a negativa de liberdade foi um balde de gelo. Há profissionais que deixaram seus empregos e agora estão sem saber como vai ser o futuro. 

(Com Leonardo Rocha, Anahi Gurgel e Liniker Ribeiro)

 

 

 

Cristhiano Luna é o nosso Lula
Livre - Um dos crimes de maior repercussão em Campo Grande teve novo capítulo na semana passada. O STF concedeu liminar e soltou Cristhiano Luna, ass...
Marquinhos sugere paciência com rotatória
Comparações – O prefeito Marquinhos Trad (PSD) comparou o período de adaptação de motoristas aos semáforos na rotatória da Gury Marques com Interlago...
Campanha coloca legislativo em ritmo lento
Recesso branco? – É comum em época de campanha eleitoral que os trabalhos no legislativo desacelerem. Na Assembleia Legislativa, com quase todo mundo...
Simone entre a campanha e o Senado
Avaliando – Escolhida pelo MDB para substituir André Puccinelli na disputa pelo governo de Mato Grosso do Sul, a senadora Simone Tebet ainda não se m...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions