A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


06/01/2020 06:00

Casa de onde Names saíram presos foi “abandonada”

Anahi Zurutuza, Maressa Mendonça e Tainá Jara
Casa dos Name no dia 27 de setembro do ano passado, quando pai e filho foram presos (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)Casa dos Name no dia 27 de setembro do ano passado, quando pai e filho foram presos (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Na foto atual, é possível ver a grama alta e outras plantas sem poda na entrada da residência (Foto: Henrique Kawaminami)Na foto atual, é possível ver a grama alta e outras plantas sem poda na entrada da residência (Foto: Henrique Kawaminami)

"Mudou e endereço não deixou" – A mansão no Condomínio Bela Vista, no Jardim São Bento, em Campo Grande, não é mais morada de Tereza Name e dos netos adolescentes, de quem ela tem a guarda. É visível o abandono da casa, de onde Jamil Name e o filho Jamilzinho saíram presos no dia 27 sob a acusação de chefiarem organização criminosa. A grama e outras plantas do jardim frontal não são cortados há algum tempo.

No Centro – O Campo Grande News apurou que a mudança aconteceu logo depois de deflagrada a Operação Omertà. Avó e netos estão morando em apartamento no Centro de Campo Grande.

A ação – Naquele dia 27, a Garras (Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) e o Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) vasculharam a residência no condomínio de luxo. Foi lá também que, conforme registrou o Ministério Público, integrantes da força-tarefa ouviram Name chamar desembargadores do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) de analfabetos e “desembargadores de merda”.

Sem resposta – Completou um mês no sábado (4) o descarrilamento de trem em Corumbá, que causou o acidente responsável pela morte da professora Elida Aparecida de Campos, de 44 anos. O que tirou o trem do trajeto, porém, segue como mistério.

Ferrovia – A Rumo, empresa dona da concessão da ferrovia, informou, por meio da assessoria de imprensa, que logo após o acidente montou comitê para auxiliar a Polícia Civil nas investigações, mas garante que “condições da linha férrea e as sinalizações da passagem em nível da via não possuem nenhuma relação com o ocorrido”.

Na polícia – O delegado Willian Rodrigues de Oliveira Júnior informou somente que ainda depende dos laudos periciais para concluir o inquérito.

Mostrar serviço – O Senado está de recesso, mas a primeira semana do ano foi de senadores continuarem mostrando serviço, pelo menos nas redes sociais. Tanto Nelsinho Trad (PSD) quando Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (PSL) fizeram posta com o balanço das emendas ao Orçamento da União conquistadas para 2020.

Milhões – Só da bancada de Mato Grosso do Sul no Senado foram garantidos R$ 279,7 milhões para investimentos no Estado, conforme as somas divulgadas pelos nossos três representantes, R$ 172,7 de Nelsinho, R$ 81 milhões de Simone e R$ 26 milhões de Soraya.

Preparação – Para quem é pré-candidato ou pretende trabalhar nas campanhas de 2020, as eleições estão aí. Não é à toa que já tem até empresa oferecendo cursos “preparatórios” on-line.

Marketing em 6 vezes – O site em questão cobra 6 vezes de R$ 39,51 para quem quer aprender sobre marketing político em 40 horas e 6 parcelas de R$ 36,01 por outras 40 horas de videoaulas sobre “tudo” o que mudou com as últimas reformas eleitorais.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions