ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

"Chico Bento" apareceu do nada na Assembleia Legislativa

Jackeline Oliveira e Idaicy Solano | 19/05/2023 06:00
Presidente da Assembleia com chapéu de palha para anunciar festa junina. (Foto: Victor Chileno)
Presidente da Assembleia com chapéu de palha para anunciar festa junina. (Foto: Victor Chileno)

Festa “Junilastiva” – No dia 16 de junho, a Assembleia Legislativa vai promover o que promete ser uma festa junina das boas. O anúncio foi feito pelo próprio presidente da casa, deputado Gerson Claro (PP), e a caráter. Colocou o chapéu de palha na cabeça, ao estilo Chico Bento, e chamou para a festa que conta com o apoio do Governo do Estado.

Beneficente - Mas além do entretenimento para os servidores e convidados, a ideia também é contribuir com programas de Assistência Social. Os deputados poderão apadrinhar uma entidade beneficente que terá direito a montar uma barraca na festa, para angariar fundos vendendo comida típica.

Tudo que tem direito – A festa junina será regada a tudo que uma comemoração caipira tem direito, paçoca, milho verde, carreteiro e até mesmo a famosa quadrilha, que já começa a ser organizada pela primeira-dama da casa, esposa de Gerson Claro, a advogada Katia Regina.

Invisíveis - Na terra com a segunda maior população indígena do País, até conseguir corrida por aplicativo é missão difícil para quem saiu da aldeia. Ainda mais quando a turma está com alguma parte da indumentaria tradicional, como cocar. Ontem, grupo que veio de outros estados para evento em Campo Grande quase não conseguiu chegar ao encontro. “Tínhamos acabado de almoçar, chamamos Uber, ele veio até o restaurante, mas quando viu que a gente era indígena, nem parou”, contou Guilherme Figueiredo, terena da Aldeia Tereré, de Sidrolândia.

Pop Star - Movimentação pra lá de estranha deixou clientes e funcionários curiosos na manhã de quinta-feira, na padaria dos bacanas, na Rua Euclides da Cunha. De repente, mais de 10 seguranças começaram a entrar e sair do prédio, vistoriando todos os cantinhos como se estivessem preparando o local para a chegada de um “pop star”. Depois de minutos, como ninguém apareceu, coube ao Campo Grande News desvendar o mistério. “É um treinamento de escolta”, explicou policial rodoviário federal que participou da simulação.

Xerox - Como de costume, para alguns deputados nada se cria, tudo se copia na briga pelo voto do eleitor. O “ainda” deputado estadual Rafael Tavares (PRTB), que foi cassado pelo TRE (Tribunal Superior Eleitoral), fez como o colega de direita, o vereador Thiago Vargas, e apresentou projeto idêntico na Assembleia Legislativa: a criação do Dia Estadual do CAC (Caçador, Atirador e Colecionador), que passa a ser comemorado no dia 9 de julho.

Explica direito - Na hora da votação, só Pedro Kemp (PT), Jamilson Name (PSDB), Zeca do PT (PT) e Gleice Jane (PT) votaram contra o projeto. Embora tenha votado sim, o deputado Rinaldo Modesto (Podemos) afirmou que não faz apologia ao armamento, mas que a discussão é apenas sobre homenagear os caçadores, atiradores e colecionadores. Explicou, explicou e não disse nada.

Em um dia se ganha, no outro... – A prefeita de Sidrolândia teve 24 horas de altos e baixos. Na quarta-feira, teve festa de gala com o lançamento do maior programa de investimentos do governo para o município. Mas Vanda Camilo (PP) nem teve tempo de comemorar. Ontem, amanheceu sob mira do Gaeco, na Operação Tromper, que investiga corrupção na prefeitura e fraudes em licitações.

Ameaça após reportagem - A equipe do Campo Grande News foi recebida com ameaças ao chegar para a cobertura de curso sobre processos legislativos, aberto aos parlamentares do Estado. O presidente da Câmara dos Vereadores de Água Clara, Márcio Cézar Garcia Cândido, estava no fundo da sala, de onde se ouviu a frase “vou pegar a reportagem no pau”, caso a matéria o desagradasse.

Raivoso - A reação veio depois de publicação no portal, mostrando que Márcio recebe praticamente um salário a cada viagem para cursos representando a Casa de Leis. De fevereiro a 16 de maio, três deslocamentos renderam R$ 7.200 por viagem, sendo o salário do vereador de R$ 7.596. Ao todo, o presidente recebeu R$ 26.208 em diárias neste ano, o triplo do salário.

Nos siga no Google Notícias