A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/05/2018 06:00

Coligação PSDB e DEM está a caminho

Marta Ferreira

Chapa "no forno" - Apesar dos desmentidos oficiais, as conversas estão bem adiantadas para que Murilo Zauith (DEM) ocupe a vaga de vice na chapa encabeçada por Reinaldo Azambuja (PSDB), que vai tentar a reeleição. O próprio Murilo, ao ser indagado, se fez de desentendido, mas pessoas próximas a ele garantem que ele está inclinado a aceitar o desafio. Reinaldo Azambuja confirma as conversas, mas não o convite a Murilo.

Após 8 anos – Se a candidatura de Murilo como vice for confirmada, significa uma tentativa de retorno do Parque dos Poderes, onde ocupou o cargo entre 2007 e 2010, no governo de André Puccinelli. O curioso é que, se Puccinelli confirmar a intenção de disputar o Governo, os dois vão estar em lados opostos.

Mantida - Se a coligação com o DEM se confirmar, será renovado o apoio da legenda ao PSDB que ocorreu em 2014, quando Reinaldo se elegeu governador. A diferença, agora, é que o partido terá uma participação mais importante, enquanto na vez anterior o PSDB indicou nome para os dois cargos.

Crescimento – Essa possibilidade confirma a reforço no peso político conseguido pelo Democratas conseguiu na janela partidária. A agremiação filiou mais um parlamentar federal, a deputada Teresa Cristina, além de um deputado estadual, José Carlos Barbosa.

Mesma origem - Os dois parlamentares vieram do PSB para o Democratas, após um razoável período de mistério sobre para onde iriram. A legenda também perdeu Murilo Zauith, que retornou ao DEM, de onde havia saído em 2011. 

E a atual vice? – Como já vinha sendo cogitado, com esse arranjo político, a vice-governadora Rose Modesto mantém seu propósito de candidatar-se ao Legislativo. O objetivo dela é tentar uma vaga na Câmara Federal.

Apoio – O deputado Rinaldo Modesto (PSDB) diz que o partido está confiante na pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB). Para ele, é um dos quadros “mais qualificados” para governar o País.

Confiança – Diante das denúncias de irregularidades que pesam sobre o tucano, Rinaldo diz estar tranquilo. Para ele, o ex-governador de São Paulo vai se defender no “momento adequado”.

Se é assim... -Após ter projeto arquivado na CCJR, o deputado Onevan de Matos (PSDB) garante que vai exigir que o "cumprimento" integral do regimento interno da Casa de Leis. O parlamentar diz que a cobrança inclui, por exemplo, os horários a serem cumpridos.

Não passou – A proposta do parlamentar que não foi aprovada era uma tentativa de facilitar a vida financeira de quem tem carro apreendido. Seria permitida a venda, para pagar as multas e dívidas, restando ao proprietário a diferença.

(Com Leonardo Rocha)

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions