ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Com fome de eleitor, políticos exibem dieta nas redes sociais

Por Caroline Maldonado e Gabriela Couto | 27/02/2024 06:00
Vander, Camila e Adriane exibindo o que comem nas redes sociais. (Fotos: Reprodução Instagram)
Vander, Camila e Adriane exibindo o que comem nas redes sociais. (Fotos: Reprodução Instagram)

Pelo estômago - As redes sociais agora servem para políticos falarem da dieta. Para se aproximarem do eleitor, eles tentam fisgar o voto mostrando que são gente como a gente. Depois da prefeita Adriane Lopes (PP) encarar uma marmita, o deputado federal Vander Loubet postou um arroz com pequi e a colega petista Camila Jara apareceu cortando cenoura, para atrair os seguidores para uma conversa na cozinha. Vander até detalhou o menu meio regional, meio industrializado, com chocolate Kit Kat de sobremesa.

Ingresso "impopular" - Quer saber como andam as finanças dos petistas em Mato Grosso do Sul? É só ficar de olho em quem vai aparecer na festa dos 44 anos do partido, marcada para 20 de março em Brasília (DF), com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os convites já estão à venda e custam de R$ 350 a R$ 20.000. E não dá nem pra parcelar, porque a organização só aceita Pix.

Família - Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Hélio Peluffo, compartilhou momento íntimo nas redes sociais, neste fim de semana: o casamento de um dos filhos. "Noite especial, repleta de amor! Nossa família aumentou com as bênçãos de Deus. Casamento do nosso amado filho Helinho e Mariana".

Mulher vota em mulher? - Na fila do evento que teve a presença da presidente nacional do PL Mulher, Michele Bolsonaro, no sábado (24), algumas mulheres comentavam entre si que não votariam na prefeita Adriane Lopes (PP) para reeleição, porque faziam questão de um candidato do PL (Partido Liberal). A rejeição não era necessariamente à Adriane, mas quanto a possibilidade do PL não ter um nome nas urnas, encabeçando a chapa para prefeitura.

Com respeito - Questionada sobre como pretende conquistar os votos dos eleitores da direita que preferem um candidato do PL, a prefeita afirma que vai mostrar com "trabalho" e "respeito" que pode representar o eleitorado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na Capital, caso vá para as urnas em chapa composta com o PL.

Sem pão, nem circo - Adriane fala em "construção respeitosa" e diz que tudo é possível, sobre composição de chapa. Além disso, garante que não vai distribuir "pão e circo para convencer ninguém". A expressão refere-se a uma política do Império Romano, quando o povo se conformava com migalhas e esquecia do sofrimento assistindo espetáculos.

Força feminina - A prefeita destaca ainda que "as mulheres também podem fazer um trabalho diferenciado" e isso é o que "vem mostrando em sua gestão". Adriane traz, de fato, um diferencial nesse sentido, já que dentro do PL os três nomes possíveis para a disputa são de homens: os deputados estaduais João Henrique Catan; Carlos Alberto David, o "Coronel David", e o deputado federal Marcos Pollon. A direita pode contar ainda com o ex-deputado estadual Renan Contar, o "Capitão Contar" (PRTB).

Pesquisa vai dizer - A superintendente da Sudeco, Rose Modesto (União Brasil), afirmou que está aguardando o resultado da pesquisa interna do partido que comanda para definir se vai ou não encarar pré-candidatura. O anúncio oficial deve sair antes do final de março.

Desde já - A Prefeitura de Campo Grande abriu consulta pública para que as pessoas possam opinar, desde já, sobre a elaboração do orçamento do ano que vem. O período para apresentar sugestões é de 1º a 31 de março, no site da prefeitura. No primeiro semestre, é elaborada a LDO, trazendo diretrizes, e, no segundo semestre, o projeto do orçamento, para votação pelos vereadores.

Sustentáveis – A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul entrou na era da sustentabilidade. A Mesa Diretora criou a Frente Parlamentar das Energias Renováveis. O compromisso é em debater políticas públicas para incentivar o uso desse tipo de alternativa, ajudando o meio ambiente. Neste mês, comitiva de deputados fez questão de participar em Sidrolândia do lançamento de nova fase da planta de indústria de etanol a partir do milho.

Nos siga no Google Notícias